Como lavar a roupa de ciclismo

A roupa de ciclismo, em regra, foi elaborada após um desenvolvimento tecnológico muito superior ao da roupa que usamos no dia a dia. Por isso mesmo, devemos ter um cuidado especial com ela.
Ivan Mateos -
Como lavar a roupa de ciclismo
Como lavar a roupa de ciclismo

O vestuário de ciclismo tem cada vez mais propriedades técnicas como a incorporação de tecidos especializados e nesse campo, o ciclismo está muito mais avançado do que, por exemplo, o vestuário de atletismo, futebol ou desportos similares. Os novos tecidos devem ser transpiráveis, adaptáveis, superleves, repelentes de água, ergonómicos... Muitas vezes, esta tecnologia que nos torna a vida muito mais confortável é delicada e requer cuidados especiais ao ser lavada, para não danificar as suas qualidades e propriedades. Recomendamos-te seguir sempre as especificidades do fabricante, habitualmente indicadas na etiqueta da peça de vestuário através de símbolos. Devemos interpretar os símbolos mais comuns desta forma: Como lavar a roupa de ciclismo

Tradução da etiqueta:

1 - Lavagem à máquina, sem ultrapassar a temperatura indicada.

2 - Lavagem à mão.

3 - Pode ir à máquina de secar a roupa.

4 - Não pode ir à máquina de secar a roupa.

5 - Permite a utilização de lixívia.

6 - Não permite a utilização de lixívia.

7 - Pode ser passado a ferro respeitando a temperatura indicada.

8 - Não pode ser passado a ferro.

Últimos conselhos: A utilização de amaciador é desaconselhada no caso de peças de vestuário com membranas impermeáveis do tipo WindStopper, Wintex, Gore-Tex... já que podem chegar a bloquear o poro transpirável, danificando o seu efeito protetor. Lembra-te sempre de consultar a etiqueta antes de lavar.

No caso dos jerseys, opta sempre por lavar do avesso, com o fecho eclair devidamente fechado. As luvas com velcros devem sempre ser lavadas com os velcros sobrepostos para que estes não se colem ao tecido dos calções, por exemplo, pois podem danificar outras peças de vestuário. E sempre que possível, lava as luvas dentro de um saco de rede próprio para o efeito. Preferencialmente lava o vestuário de ciclismo com temperatura baixa (não precisa de ser fria, pois convém matar as bactérias e germes que ficam no vestuário devido à sudação) e, sempre que possível, não juntes roupa casual. Convém, igualmente, evitar que a mesma fique muito tempo ao sol (a secar), até porque as cores podem ficar alteradas. Quanto ao almofadado, não é preciso - como já lemos em alguns blogues - adicionar um creme protetor logo a seguir a cada lavagem no almofadado. Os calções mais recentes (com menos de 8 anos) já trazem tecidos com propriedades antibacterianas, filamentos suavizantes, costuras diminutas e canais de ventilação.