Sentes-te em baixo de forma? Temos 4 ideias para mudares o teu rendimento

Estás um pouco desmotivado com a bicicleta, pois por mais que treines não consegues andar mais rápido do que alguns do teu grupo que treinam muito menos do que tu? Antes de atirares a toalha ao chão, adota estas quatro medidas.
Yago Alcalde e Carlos Pinto -
Sentes-te em baixo de forma? Temos 4 ideias para mudares o teu rendimento
4 medidas a tomar se o teu rendimento desportivo não melhora

1 CONTROLO

Poder analisar o treino permite descartar alguma anomalia que possa existir e que possa estar a prejudicar o teu rendimento. Usa um pulsómetro ou um medidor de potência para teres dados mais concretos. Além disso, sabendo quais são as tuas capacidades reais de evolução, é muito mais fácil saber em que pé está o teu rendimento atual.

2. SEGUIMENTO

Uma análise detalhada do treino realizado por um especialista também permite avaliar as lacunas existentes.

3. REFLEXÃO

Pode dar-se o caso de a tua genética não estar preparada para desportos de resistência. Tal como a genética dos ciclistas profissionais lhes permite alcançar uma condição física acima da média, também pode acontecer que tenhamos uma genética abaixo da média em termos de rendimento em desportos de resistência. Isto traduz-se numa baixa percentagem de fibras lentas em relação às fibras rápidas. As fibras lentas caraterizam-se por ser muito aeróbicas. A única forma prática de conhecer a percentagem de fibras é um teste genético, que indica através da presença de determinados genes, a tua predisposição a determinados tipos de desporto.

4. DIETA

Para além disso, podes concentrar-te em perder alguns quilos que tenhas a mais e que não te permitem evoluir, sobretudo nas subidas. A melhoria que podes conseguir ao perder 5 kg, por exemplo, é equivalente a quatro meses de treino duro.