“EPO vegetal”: Batido de beterraba com maçã e gengibre

Porque é que este batido é bom para o ciclismo ou BTT? Os seus ingredientes escondem propriedades capazes de potenciar o nosso rendimento muscular.
Yolanda Mazariego e Carlos Pinto -
“EPO vegetal”: Batido de beterraba com maçã e gengibre
“EPO vegetal”: Batido de beterraba com maçã e gengibre

Ingredientes: 1. Uma beterraba crua sem casca. 2. Uma maçã da época com pele bem lavada. 3. Rodelas finas de gengibre fresco. 4. Sumo de um limão.

Lava bem todos os ingredientes e coloca dentro de uma batedeira com o sumo de limão e um pouco de água mineral fresca. Coloca na velocidade alta e espera um pouco. Podes beber este batido logo a seguir e não te preocupes se no dia seguinte a tua urina e as tuas fezes tiverem uma cor avermelhada, pois isso deve-se ao pigmento antioxidante da beterraba. Além disso, significa que o teu sistema urinário e digestivo trabalham perfeitamente assimilando nutrientes e eliminando os desperdícios de forma natural.

Se gostas dos batidos mais espessos, podes adicionar iogurte natural em vez de água. deste modo estarás a adicionar cálcio, proteínas e bactérias vivas típicas deste produto lácteo fermentado, tornando-o num batido mais completo.

Um conselho: Convém que a beterraba esteja crua e não cozida, como é normal encontrarmos à venda. Porquê? Porque os ingredientes que dão as propriedades saudáveis à beterraba perdem-se com o calor.

Quando é que o devemos tomar? Pode ser antes ou depois de treinar.

Convém tomares pelo menos duas ou três vezes por semana. Porquê? Certamente já ouviste falar dos suplementos de beterraba, que é considerada a EPO vegetal ou o "doping natural" na suplementação desportiva pela sua capacidade de aumentar a resistência e o fluxo de sangue oxigenado aos músculos. A explicação científica reside no facto de a beterraba ser um vegetal com uma percentagem elevada de nitratos que se convertem em óxido nítrico ao ser digeridos, sendo um vasodilatador natural, capaz de aumentar o fluxo de sangue oxigenado, levando o sangue até aos músculos e melhorando a regeneração muscular. Como é sabido, quanto mais oxigénio estiver no sangue e nos músculos, mais potência terás nas tuas pernas e melhor recuperarás, mas sem os efeitos secundários da EPO. Se a isto sumarmos o efeito anti-inflamatório e energizante da raíz de gengibre, os flavonóides e a vitamina C anti-inflamatória do sumo de limão e a maçã que proporciona fibra pectina probiótica, mais o ácido ursólico da sua pele, que demonstrou em estudos laboratoriais que aumenta a massa e a força muscular em ratos com atrofia muscular, vemos claramente que é um batido muito completo.

Sabias que…? A beterraba é uma hortaliça com muitas propriedades, que proporciona energia, ajuda a oxigenar e a recuperar os músculos depois de treinar e também a manter o teu cérebro jovem. Além disso, ficou provado que beber sumo de beterraba pode aumentar o fluxo sanguíneo no cérebro de pessoas idosas, reduzindo o risco de padecer de doenças neurodegenerativas como a demência, a perda de memória, Alzheimer, etc. Em suma, se já estava provado que as pessoas que andam regularmente de bicicleta vivem mais anos, se adicionares os batidos de beterraba à tua alimentação, poderás prevenir doenças neurodegenerativas.