As melhores alternativas naturais aos géis e barras

Estes são os alimentos naturais que podemos levar nas nossas voltas de bicicleta.
Carlos Pinto
As melhores alternativas naturais aos géis e barras
As melhores alternativas naturais aos géis e barras

As barras energéticas foram desenhadas para garantir a alimentação no desporto. São muito úteis, uma grande ajuda, mas não são algo indispensável. Se por alguma razão não gostas de levar barras, existem outras opções naturais. É perfeitamente possível comer produtos naturais durante as nossas voltas de bicicleta, os quais nos permitirão fazer os últimos quilómetros sem tanto cansaço nas pernas e, sobretudo, evitando situações próximas da hipoglicémia.

A hipoglicémia acontece quando esgotamos as reservas musculares e hepáticas do glucogénio, pelo que o transporte de glucose ao cérebro fica comprometido. Nestas situações, a nossa velocidade baixa muito e a sensação de peso nas pernas é muito grande. Podemos afirmar que hoje em dia abusamos um pouco do consumo de produtos desportivos em detrimento daquilo que podemos denominar "comida", pensando que seguramente esses alimentos artificiais são preferíveis pois são produtos desenhados num laboratório. Isto não é totalmente verdade, pois a alimentação não é simplesmente uma mescla de nutrientes.

Os hidratos de carbono que as bananas possuem e que são tão úteis fazem o mesmo efeito dos existentes numa barra energética. Para além das bananas, podemos incluir outro tipo de alimento rico em hidratos de carbono, como as passas, damascos secos, figos, frutas em geral, pão, doce de marmelo, chocolate ou bolachas. Devemos comer algo cada 45 minutos se formos a um ritmo elevado e cada 90 minutos se formos a um ritmo mais tranquilo. Além disso, não nos devemos esquecer da hidratação, que deve ocorrer de 15 em 15 minutos.