5 conselhos para perder peso se andas de bicicleta

Se queres perder peso, tens de modificar alguns hábitos no teu dia a dia. A bicicleta, mesmo que seja elétrica, é uma grande aliada para atingir este objetivo.
Yago Alcalde e Carlos Pinto -
5 conselhos para perder peso se andas de bicicleta
5 conselhos para perder peso se andas de bicicleta

1 - A TEORIA

A fórmula para adelgaçar ou manter o peso é muito fácil de dizer, embora difícil de cumprir. É tão simples como queimar ou gastar mais calorias do que aquelas que ingeres. Não depende de nada mais. Agora basta teres uma ideia do gasto calórico diário e das calorias que ingeres nas refeições para meter as mãos à obra.

2 - ANDAR DE BICICLETA

Andar de bicicleta é uma forma fácil e divertida de desiquilibrar a balança e aumentar o gasto calórico diário. Andar uma hora de bicicleta a um ritmo, digamos, elevado, pode fazer com que queimes em torno de 800 calorias, ou seja, quase um terço das calorias que podes ingerir se não tiveres muito cuidado. Nesse sentido, quantos mais dias andares de bicicleta, melhor. E quanto mais intensa for a tua volta, melhor, já que o gasto calórico será maior.

3 - REGULAR O RITMO

Deves graduar a intensidade para poder aguentar o tempo proposto de treino. Ou seja, se estiveres destreinado não aguentarás um ritmo alto de mais de 20 ou 30 minutos, portanto no final acabarás por treinar menos.

4 - SE NÃO PUDERES ANDAR DE BICICLETA

Se, por algum motivo, não puderes andar de bicicleta, uma forma muito simples de aumentar o gasto calórico é simplesmente sair e caminhar a bom ritmo. E se poderes ir para o emprego de bicicleta ou a caminhar, em vez de usar o automóvel ou os transportes públicos, melhor ainda.

5 - AS REFEIÇÕES

Além de aumentar o gasto calórico, reduzir o consumo de alimentos é outro dos objetivos. Deves fazer 5 refeições por dia, dando mais importância ao pequeno-almoço. Não te esqueças também de ingerir menos calorias, de aumentar o consumo de frutas e verduras, de evitar os fritos, os doces e bolos, os enchidos e o alcool na medida do possível. Mas o principal é acostumar, a pouco e pouco, a reduzir a quantidade de alimentos em cada refeição.

O mais importante é que estejas cem por cento convencido de que isto é importante para ti e para a tua saúde, bem como de quais são os benefícios que este esforço te vão proporcionar.