comitium

O método de treino de Pidcock, o campeão olímpico de XCO

Ganhar uma prova nos Jogos Olímpicos é, muitas vezes uma combinação de muito trabalho, uma preparação cuidada e alguma sorte. Neste artigo mostramos o método de Tom Pidcock, o vencedor este ano da prova de XCO dos Jogos Olímpicos.

O método de treino de Pidcock, o campeão olímpico de XCO
O método de treino de Pidcock, o campeão olímpico de XCO

O prodígio britânico Tom Pidcock ganhou ontem a prova de XCO nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mas sabias que antes de partir para o Japão estava fechado no quarto do seu apartamento em Andorra (onde vive atualmente) com o aquecedor ligado no máximo (em pleno mês de Julho) para simular as condições encontradas na prova? 

Obviamente o britânico fez isto com a autorização da sua equipa, a Ineos Grenadiers, que o dispensou de algumas das provas onde já estava escalonado para se concentrar na sua preparação olímpica. 

Pidcock é treinado por um ex-atleta que todos os portugueses conhecem: José Antonio Hermida. O espanhol (medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas), atual embaixador da Merida e comentador das provas da Taça do Mundo, não só deu dicas específicas em termos de treino e preparação, como forneceu aconselhamento técnico e em termos de material. 

Ao contrário do que se pensa, a preparação de Pidcock não passou muito pelo treino na bicicleta de estrada. O treino foi feito totalmente na bicicleta de BTT para o corpo criar automatismos e para que as sensações fossem sempre semelhantes às que iria encontrar em Tóquio, por isso treinou bastante a explosividade, a técnica e as mudanças constantes de ritmo. 

Pidcock é um betetista de baixa estatura (mede menos de 1,70m) e é bastante leve, mas tem uma relação peso/potência impressionante.

Lembramos que a preparação de Pidcock ficou marcada por uma grave queda no início de Junho enquanto treinava, o que fez com que partisse a clavícula. Contudo, logo que foi autorizado a treinar, voltou logo com o objetivo bem definido.

Contudo, o futuro do atleta dificilmente passará novamente pelo BTT. A Ineos Grenadiers quer transformar este jovem talento no novo Chris Froome ou Bradley Wiggins, com o objetivo de ganhar o Tour. Este ano está escalonado para a Volta a Espanha, indo imediatamente a seguir de férias. Depois, começará um trabalho incessante de preparação física e psicológica que visa transformá-lo numa máquina capaz de ganhar uma grande volta. Numa geração onde também pontificam jovens de altíssimo nível como Pogacar e Evenepoel, bem como o nosso João Almeida, será que Pidcock chegará ao nível dos seus compatriotas Froome e Wiggins? 

Arquivado em:

Britânico Tom Pidcok ganha a prova de XCO nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Relacionado

Britânico Tom Pidcok ganha a prova de XCO nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Dias e horários das provas de ciclismo e BTT nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Relacionado

Dias e horários das provas de ciclismo e BTT nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Polémica na queda de Van der Poel em Tóquio ... Terá sido um erro ou uma falha da organização?

Relacionado

Polémica na queda de Van der Poel em Tóquio ... Terá sido um erro ou uma falha da organização?

Edição nº19 da revista BIKE já nas bancas

Relacionado

Edição nº19 da revista BIKE já nas bancas

Os melhores videos