O que é que acontece ao nosso coração quando treinamos?

As mudanças no "motor" do nosso organismo são uma das principais responsáveis pela melhoria em termos de rendimento, mas não são as únicas.
Yago Alcalde e Carlos Pinto -
O que é que acontece ao nosso coração quando treinamos?
O que é que acontece ao nosso coração quando treinamos?

Certamente já notaste que quando deixas de treinar o teu rendimento desportivo decresce. E quando voltas a pedalar, o coração acelera mais, demora mais a voltar a pulsações mais baixas, e como consequência cansas-te rápido e não consegues enfrentar as mesmas subidas à mesma velocidade do que quando estavas em forma. Inclusivé, a frequência cardíaca em repouso é mais alta.

Isto é perfeitamente normal. A primeira coisa a fazer é assumir que a tua condição física neste momento não é a melhor em termos de resistência aeróbica. E quantas mais vezes treinares, o teu sistema de transporte de oxgénio irá melhorar, por isso as tuas pulsações também irão baixar. Pouco a pouco, o teu organismo irá sofrer algumas mudanças: o teu coração ficará maior, portanto bombeará mais sangue em cada batida. Além disso, terás mais sangue disponível para transportar oxigénio para os teus músculos. A nível muscular, terás mais capilares, ou seja, pontos de troca gasosa entre o sangue e as fibras musculares. Também terás mais e maiores mitocondrias, que são as células encarregues de transformar o oxigénio em energia. E, por último, terás mais quantidade de enzimas aeróbicas que permitem um melhor funcionamento muscular.

Para além disso, cada pessoa tem uma genética diferente em termos de pulsações médias. Para melhorar o ideal é aumentar a duração das voltas de bicicleta, pouco a pouco. Tal como tudo na vida, temos de nos esforçar para os resultados surgirem.

Antes sequer de começares a treinar faz uma prova de esforço na qual um médico desportivo certifique que estás em perfeitas condições.