comitium

Rotor 1X13: 7 motivos que o tornam especial

Numa altura em que a guerra entre a SRAM e a Shimano pelas 12 velocidades está ao rubro, eis que a marca espanhola Rotor apresenta no mercado o primeiro grupo 1x13 deixando todos boquiabertos. Mas o que é que esta transmissão tem de especial? Respondemos-te já a seguir...

www.mountainbikes.pt

Rotor 1X13: 7 motivos que o tornam especial
Rotor 1X13: 7 motivos que o tornam especial

1 Como é que foi desenvolvido o 1X13?

Os dados recolhidos por milhares de utilizadores do INPower foram preciosos para o desenvolvimento da primeira cassete 1x13 do mundo. Foram analisados dados como a potência, a velocidade e a cadência. Com o processamento destes dados, os engenheiros da Rotor determinaram quais são as distânicas mais adequadas entre cada carreto para uma cadência otimizada.

rotor 1x13

2 O que é que significa que esta transmissão é "modular"? 

Significa que se adapta a diferentes necessidades, com a escolha do desviador, manete, cassete, pratos Direct Mount e cranques. Essa modularidade permite à Rotor abarcar as quatro disciplinas (BTT, estrada, gravel e ciclocrosse). 

desviador Rotor

3 É realmente um sistema hidráulico?

Sim. A Rotor desenvolveu este sistema para conseguir reduzir a manutenção. Não são usados cabos nem baterias e a marca alega que é mais leve do que os sistemas mecânicos e eletrónicos. 

4 E não perdemos algumas mudanças comparando, por exemplo, com um 2x12?

Ao ter duas cremalheiras existe uma sobreposição que impede que tenhamos na prática 22 velocidades (2x12). Algumas relações de mudanças são muito coincidentes e por isso as mudanças efetivas são na realidade 14 (pelos menos essa é a estimativa).  

Estes gráficos, embora com relações de estrada, ajudam a entender esta ideia. 

relações desmultiplicação

gráfico

Na prática, não estamos constantemente a mudar de cremalheira. Na verdade, em regra usamos sempre a mesma até esgotarmos as desmultiplicações traseiras e só aí que mudamos. Por isso, as velocidades teóricas não são as reais. 

 

gráfico 2

5 Porque é que o 1x13 também serve para outras modalidades que não apenas o BTT?

A Rotor aposta nesta ideia porque a chegada das 13 velocidades fará com que o 1x se generalize por mais tipos de bicicletas para além das de BTT. Estrada, gravel e ciclocrosse seguirão esta tendência. 

nova cassete 1x13 Rotor

6 No caso específico do BTT, que opções estarão disponíveis?

Quem procura um rácio elevado de desmultiplicações, esse rácio chega aos 520% com a cassete 1x13 10-52, e com esse carreto adicional, são reduzidas as passagens entre carretos face a um 1x12, para favorecer uma cadência otimizada. Se queres uma relação mais apertada, existe a opção 10-46, mais focada na competição. 

tabela de relações

7 Quando é que estará disponível?

A Rotor estima que as primeiras unidades de teste estejam disponíveis em novembro e só em 2019 chegarão ao mercado português. Ainda não estão definidos os preços.

Poderás saber mais aqui

Arquivado em:

novo sram rival etap axs

Relacionado

SRAM Rival AXS, a tecnologia sem fios chega à gama média

A história da Shimano em 20 ideias geniais

Relacionado

A história da Shimano em 20 ideias geniais

Novo Shimano Deore XT e SLX com 12 velocidades

Relacionado

Novo Shimano Deore XT e SLX com 12 velocidades

Os melhores videos