comitium

Viajar de bicicleta: qual o orçamento diário a ter em conta

Se estás a pensar começar a fazer viagens com a tua bicicleta, certamente uma das questões é qual é o orçamento que estas aventuras implicam.

Viajar de bicicleta: qual o orçamento diário a ter em conta
Viajar de bicicleta: qual o orçamento diário a ter em conta

O mais caro é o material que necessitas para viajar, ou seja, fundamentalmente a bicicleta e o equipamento auxiliar que precisas para ter alguma autonomia. Se já tens tudo isto, parabéns, pois a maior parte do teu orçamento já está tratado.

Viajar de bicicleta não é caro, se compararmos com os custos de uma viagem dita "tradicional". Salvo se tiveres de apanhar um avião, a maioria das deslocações - ou mesmo todas - serão de bicicleta, por isso só terás de pagar o "combustível" que o teu corpo pedir. Será sobretudo nas refeições e nas dormidas que terás de avaliar bem quais são as tuas prioridades, ou seja, deves definir se vais comer num café/bar/restaurante ou se, pelo contrário, preferes comprar mantimentos num mini-mercado e ir comendo pelo caminho. Existe também a possibilidade de cozinhar, mas para tal terás de levar um forno e utensílios. Requer mais planeamento e logística, mas poupamos dinheiro. Para teres uma ideia, por dia podes gastar entre 15 e 30 euros nas diferentes refeições, mas tudo depende da tua escolha. Recomendamos sempre perguntar nas localidades por onde passamos onde está localizada a padaria da zona, pois permite-nos abastecer e preparar sanduíches para ir comendo ao longo do dia. 

A fruta, além de barata, é saudável, por isso recomendamos ter sempre algumas peças nos alforges, para matar a fome. E convém mesmo ter sempre muita água. Toda a tua planificação - em termos de deslocações - deve ter em conta a existência de água, sobretudo se fores pedalar em zonas despovoadas. Acredita que é um dos melhores conselhos que te podemos dar. 

E quanto às dormidas? Aqui a norma é a mesma: planificar! Se tens um orçamento curto, podes optar pelo método do acampamento selvagem, levando saco cama ou mini-tenda, mas também existem opções económicas a ter em conta, como os albergues, pensões, aquartelamentos de bombeiros e mesmo o recurso ao Couch Surfing. 

Aquilo que estás disposto a fazer e, sobretudo, a tua noção de conforto e personalidade é que definirão - mais do que um limite de orçamento - o rumo da tua viagem. E isso não tem nada de mal. Há quem prefira dormir em hoteis ou pensões (dependendo da época do ano pode variar entre 15 e 80 euros por noite), outros preferem dormir em pleno contato com a natureza; há quem dê prioridade a uma boa refeição num restaurante enquanto outros ficam bem com um prego e uma cerveja e tudo isto faz parte das viagens. O que interessa é o caminho, os pormenores não passam disso mesmo... pormenores. 

Arquivado em:

9 razões pelas quais andar de bicicleta é a maneira mais segura de viajar durante e após a pandemia

Relacionado

9 razões pelas quais andar de bicicleta é a maneira mais segura de viajar durante e após a pandemia

7 Conselhos para viajar de avião com a tua bicicleta

Relacionado

7 Conselhos para viajar de avião com a tua bicicleta

Pro tem novos selins, malas de viagem e guiadores

Relacionado

Pro tem novos selins, malas de viagem e guiadores

14 coisas de que não te podes esquecer se vais fazer o Caminho de Santiago

Relacionado

14 coisas de que não te podes esquecer se vais fazer o Caminho de Santiago

Queres percorrer o Caminho de Santiago?

Relacionado

Queres percorrer o Caminho de Santiago?

Os melhores videos