O que nunca deves fazer num trilho

Há coisas que são totalmente descabidas fazer em pleno trilho e não estamos apenas a falar de deixar lixo...
Carlos Pinto
O que nunca deves fazer num trilho
O que nunca deves fazer num trilho

Quantas vezes andámos de bicicleta em sítios espetaculares, mas deparámo-nos com situações que nos envergonharam? Este é o nosso top 10 de coisas que nunca deves fazer num trilho.

1 - Deixar lixo no chão, incluindo embalagens de barras ou géis, câmaras de ar, pedaços de corrente, botijas de CO2, etc.

2 - Parar em pleno trilho, sobretudo numa descida, para tirar uma fotografia. Pode vir alguém a alta velocidade e podes provocar um acidente.

3 - Se tiveres de remendar a câmara de ar, ou se tiveres algum outro problema mecânico, não fiques no trilho e sai para as laterais. deste modo não estorvas a passagem de caminhantes, betetistas, etc.

4 - Evita derrapagens excessivas e sem sentido. Em alguns países estão a proibir a circulação de bicicletas em determinadas zonas devido à degradação provocada pelo rasto dos pneus. No país vizinho isso já acontece.

5 - Se fores um organizador de eventos, convém passar pelos trilhos um ou dois dias após a realização do(s) mesmo(s) e recolher fitas, bem como lixo deixado pelos participantes.

6 - Se fores num grupo, evita ocupar a totalidade do trilho. Não te esqueças de que a natureza é de todos e que a velocidade de deslocação de uma bicicleta é muito superior à de um caminhante ou praticante de trail. Para evitar acidentes desnecessários, adota uma condução responsável e preventiva.

7 - Evita danificar plantas, árvores e não perturbes os animais selvagens. Obviamente se vires um animal ferido podes contatar as autoridades, mas nos restantes casos o ideal é deixá-los estar no seu ambiente.

8 - Não alteres algo por livre iniciativa. Nos trilhos não regulados - ou seja, que não estão inseridos num Centro de BTT oficial -, não existe sinalética própria a indicar o nível de perigosidade, pelo que fazer alterações que modifiquem o nível de dificuldade - sobretudo se for para um nível mais elevado - pode provocar acidentes. Lembra-te que a maioria dos trilhos são - até à data de publicação deste artigo - de acesso livre, pelo que certamente passarão nesse local praticantes de todos os níveis (de técnica).

9 - Evita usar materiais não biodegradáveis. Sabemos que há grupos de praticantes que por vezes usam pedaços de fitas, tinta (para marcar nas árvores) ou outros objetos de plástico para sinalizar - nos cruzamentos - o sentido correto, de modo a que todos no seu grupo de amigos não se percam. Evita usar esses produtos e opta por tinta biodegradável ou então fornece o track GPS da volta a todos. Hoje em dia não faz sentido poluir a floresta, existindo tantos meios eficazes.

10 - Não assobies para o lado. Deparaste-te com uma lixeira ilegal? Encontraste animais mortos fora da época de caça? O trilho está cheio de detritos de obras? Queixa-te às autoridades, pois é a forma mais eficaz de evitar que tal se repita.