4 razões que geralmente implicam uma travagem deficiente

A eficácia dos teus travões de disco diminuiu? Estas são as causas mais prováveis.
Carlos Pinto
4 razões que geralmente implicam uma travagem deficiente
4 razões que geralmente implicam uma travagem deficiente

1. PASTILHAS / DISCOS NOVOS

É preciso fazer uma rodagem tanto às pastilhas como aos discos novos. A maioria dos fabricantes recomendam fazer várias travagens fortes. Em algumas pastilhas orgânicas o aumento da temperatura causa uma perda de eficácia inicial. Durante este processo produz-se uma reação química na superfície da pastilha. Apenas quando estiver concluída a transformação química de toda a pastilha se alcançará o pleno rendimento da mesma.

2. FADIGA (PERDA DE POTÊNCIA)

Quando as pastilhas aquecem muito entram em fadiga (parece impressionante, mas é essa a expressão usada pelos fabricantes). Nas pastilhas orgânicas o coeficiente de fricção entre a pastilha e o disco é reduzido devido à reação química. Nas pastilhas metálicas isso também ocorre, embora neste caso seja um processo físico. Em ambos os casos, diminui a potência dos travões. Um breve descanso fará com que os travões sobreaquecidos recuperem a sua temperatura e a mordedura normal. Deve-se evitar travagens demasiado prolongadas.

3. Pastilhas vidradas

Outro fenómeno dos travões de disco são as pastilhas vidradas. Sobretudo quando se faz travagens suaves repetidas, pois produzem muito pouca abrasão nas pastilhas, fazendo com que os poros finos fiquem obstruídos, formando uma superfície reluzente que oferece um coeficiente de fricção mínimo. É possível eliminar parcialmente este efeito fazendo travagens fortes, e caso não seja suficiente podemos eliminar essa primeira camada da pastilha usando uma lixa.

4. AR NO CIRCUITO

O ar dentro do circuito hidráulico manifesta-se numa travagem deficiente. A única solução é purgar o ar.