comitium

Teste SRAM HS2: já experimentámos o novo disco de travão

A SRAM lançou no mercado este novo disco de travão que melhora a potência de travagem e gere melhor a temperatura.

Hector Ruiz

Teste SRAM HS2: já experimentámos o novo disco de travão
Teste SRAM HS2: já experimentámos o novo disco de travão

Aos modelos de discos de travão já conhecidos no catálogo da SRAM - como os Centerline e Centerline X - a marca acaba de somar um novo desenhado exclusivamente para BTT, o HS2. Embora esteja a ser agora apresentado ao público, já o experimentámos e vimos em provas de DH, nomeadamente na Taça do Mundo em Maribor, na bicicleta de Loris Vergier, bem como nos restantes atletas da equipa Trek Factory Racing. 

loris vergier com os discos hs2 da sram
Loris Vergier ganhou em Maribor e usou os novos discos HS2 da SRAM.

O objetivo deste novo HS2 é melhorar a travagem e embora à primeira vista o seu design não seja revolucionário - aliás, faz lembrar um pouco o modelo G2 usado há mais de uma década pelos travões Avid, que ainda estão presente no catálogo da SRAM -  esconde vários detalhes responsáveis pelo seu rendimento na travagem. 

discos HS
Metade dos seus raios estão pintados de negro, com o objetivo de reduzir o aquecimento do metal

O primeiro deles é aquele que chama mais a atenção: a presença de raios pintados de negro, com o objetivo de dissipar o calor. Pedimos mais informações à marca sobre este pormenor, mas não quiseram revelar. 

discos HS2 2
Os HS2 parecem os discos usados no grupo Rival eTap AXS (nesta imagem), mas não são iguais.

Não são os únicos discos que incluem esta tecnologia, já que os usados no novo grupo Rival eTap AXS de estrada/gravel também partilham parte do design e da tecnologia dos HS2. 

Esta questão da pintura não foi a única característica que foi introduzida com o objetivo de manter a temperatura do disco o mais baixa possível. O design da superfície de travagem também foi otimizado, além de que a grossura do disco é superior ao habitual na SRAM - tem 2,0 mm -. Esta medida até agora tem sido usada principalmente em bicicletas elétricas de BTT com longo curso em termos de suspensões. 

travões HS2 3
 

É superior ao dos discos Centerline (1,85 mm) e aos 1,80 mm utilizados de forma estandartizada na maioria das marcas. A Galfer, por exemplo, utiliza 1,80 mm na maioria dos seus modelos, adotando os 2,0 mm principalmente nas bicicletas elétricas. Ao ser mais grosso, implica uma maior massa térmica, ou seja, mais material reage ao calor gerado pela fricção, evitando o sobreaquecimento. Imagina que colocas um alfinete a aquecer no bico de um fogão e ao mesmo tempo um prego. Qual achas que vai ficar mais rapidamente em cor vermelha? O alfinete, obviamente, pois tem menos massa. Essa é a lógica. 

Segundo os testes realizados, comparando o HS2 com o Centerline, os engenheiros chegaram à conclusão que o novo modelo consegue chegar a uma temperatura 40º inferior. Estes testes foram realizados numa zona específica em Itália, com grandes declives e repletos de zonas técnicas, com descidas superiores a 11 minutos de duração. 

discos HS2 5
Os discos HS2 são específicos para BTT.

Tivemos a oportunidade de testar estes discos na versão de 200 mm numa bicicleta de Enduro, com uns travões SRAM Code RSC e com pastilhas metálicas, e desde logo não sofremos nenhum problema em termos de sobreaquecimento nas descidas (muitas delas em plena onda de calor) nem nenhum tipo de diminuição da qualidade de travagem ou do tato. A potência de travagem é fenomenal, embora não seja muito diferente da proporcionada pelos discos Centerline (a SRAM alega que é 7% superior). Mesmo nas descidas mais empinadas, nunca notámos perda de potência e isso também se deve - em abono da verdade - aos 200 mm dos discos e ao funcionamento dos Code. 

Ao ter uma grossura mais elevada, não só conseguimos um amortecimento térmico, mas também uma maior robustez, por isso nas descidas longas nunca chegámos a ouvir os incómodos ruídos que por vezes escutamos em outros modelos devido à deformação do disco sobreaquecido. 

Se quisermos ainda mais potência de travagem, podemos optar pela versão de 220 mm. Aliás, na gama de bicicletas 2022 de algumas marcas - tanto elétricas como de Enduro - há bastantes modelos equipados com este diâmetro de série no travão dianteiro. 

O HS2 está disponível em quatro diâmetros diferentes: 160, 180, 200 e 220 mm. Além da versão de 6 parafusos (os parafusos são em aço), a versão Center Lock também estará à venda. A versão Center Lock curiosamente é vendida sem o anel de aperto. Quanto ao preço, oscila entre os 55 e os 70 euros, dependendo do diâmetro. 

Preços fornecidos pela SRAM:

160 mm (6 parafusos e Centerlock): 55 €

180 mm (6 parafusos e Centerlock): 60 €

200 mm (6 parafusos e Centerlock): 65 €

220 mm (6 parafusos e Centerlock): 70 €

discos HS2 7
 

Algo que nos chamou a atenção após os primeiros dias de teste foi o facto de aparentemente o disco sobressair bastante debaixo da superfície de contato com a pastilha. Perguntámos à SRAM se era normal e esclareceram-nos que criaram uma superfície de travagem mais alta, com o objetivo de existir mais material a rodear a pastilha - que no fundo é a fonte de calor - melhorando assim a dissipação da temperatura. 

discos novos
 

Obviamente quanto mais material, mais peso. Os discos que testámos pesaram - na versão de 200 mm - 204 e 203g. Ou seja, cerca de 20 a 40 g a mais do que um disco da mesma medida, mas com uma grossura de 1,8 mm. Estes discos são compatíveis com todos os modelos de travões de BTT da SRAM e, como seria de esperar, também podem ser usados com outras marcas de travões. 

Devido à mescla em termos de redução de aquecimento, rigidez e ligeiro aumento de potência, são ideais para bicicletas com algum curso em termos de suspensões (trail, Enduro, DH) além de, como é óbvio, bicicletas elétricas de BTT. 

Poderás saber mais em www.sram.com

Arquivado em:

TESTE: KTM Scarp Exonic 2021

Relacionado

TESTE: KTM Scarp Exonic 2021

Teste: travões Sram Code RSC

Relacionado

Teste: travões Sram Code RSC

Teste: GPS Bryton Rider 450 T

Relacionado

Teste: GPS Bryton Rider 450 T

Teste exclusivo: SRAM GX Eagle AXS

Relacionado

Teste exclusivo: SRAM GX Eagle AXS 1x12 (com preços)

Teste exclusivo da nova Trek e-Caliber

Relacionado

Teste exclusivo da nova Trek e-Caliber

Os melhores videos