comitium

Alimentação vs performance e recuperação

Uma alimentação incorreta não é, obviamente, a única causa que pode provocar dor de pernas, mas neste artigo vamos analisar se o que comemos influencia ou não reações metabólicas deste tipo.

Yago Alcalde

Alimentação vs performance e recuperação
Alimentação vs performance e recuperação

Embora fatores como a dureza dos treinos possam, obviamente, provocar dor de pernas, há outros fatores não tão evidentes que afetam a nossa performance e a nossa recuperação. Neste artigo vamos focar este ponto - dores musculares - e cruzar com o impacto que a alimentação tem na prevenção e resolução desse problema. 

Antes de mais, convém compreender um aspeto importante no treino: quando treinamos de forma muito intensa e não damos tempo ao nosso organismo para recuperar, uma forma de o corpo reagir é emitir um alerta através das dores musculares (o organismo entra em stress devido à reconstrução muscular necessária). Por isso, se tens um treino planificado e acompanhado por um treinador e tens descansado bem, mas sofres de dor de pernas constante, talvez a causa mais provável seja uma alimentação inadequada. Toma nota destes pontos:

1. Deves ter o cuidado de as refeições serem ricas em hidratos de carbono, sobretudo entre 1 hora e meia a 3 horas antes de cada treino. 

2. Também é importante que durante os treinos intensos de mais de duas horas comas e bebas algo rico em hidratos de carbono (bebidas desportivas, fruta, barras, geis, etc). Isto ajudará a que não acabes os treinos tão vazio e auxiliará na recuperação pós-esforço. 

3. Acima de tudo, a refeição mais importante para uma boa recuperação é a que fazemos logo a seguir ao treino. Duas taças de cereais com leite provocam mais ou menos os mesmos efeitos que um batido de proteínas. Ou um prato de arroz e um bife de frango grelhado. O importante é depois de treinar fornecer ao músculo uma combinação de hidratos de carbono e proteínas. 

4. Há mais formas de acelerar a recuperação, como massagens desportivas, duche com água fria nas pernas ou manter as pernas mais elevadas do que o resto do corpo. 

Arquivado em:

O que comer ao pequeno almoço antes de ir pedalar

Relacionado

O que comer ao pequeno almoço antes de ir pedalar

10 razões pelas quais os desportistas deveriam comer um abacate por dia

Relacionado

10 razões pelas quais os desportistas deveriam comer um abacate por dia

Alimentos naturais que se podem comer durante a prática de ciclismo ou BTT

Relacionado

Alimentos naturais que se podem comer durante a prática de ciclismo ou BTT

Os 10 melhores alimentos que os ciclistas devem comer no Inverno

Relacionado

Os 10 melhores alimentos que os ciclistas devem comer no Inverno