comitium

"Urinam no meio do pelotão, é asqueroso"

Peter Sagan falou da falta de respeito que se vive no pelotão, sobretudo desde a chegada da nova geração de ciclistas.

"Urinam no meio do pelotão, é asqueroso"
"Urinam no meio do pelotão, é asqueroso"

Não é a primeira vez que ciclistas consagrados falam acerca desta falta de respeito da nova geração de ciclistas sobretudo em relação às regras instituídas há muitos anos no ciclismo. Ciclistas como Fabian Cancellara, Tom Boonen, entre outros confessaram à revista portuguesa Ciclismo a fundo que o ciclismo caminhava a passos largos para uma mudança histórica. 

Na altura, muitos confessaram-nos que a nova geração não cumprimenta ninguém, não espera por ninguém (quando há uma queda ou quando alguém encosta para urinar) e que quando é preciso debater problemas estruturais no ciclismo (como a segurança, o crónico problema dos longos transfers entre etapas nas Grandes Voltas, ou os hoteís degradantes em algumas provas), essa nova geração não está muito interessada em intervir.

Peter Sagan sabe que é um influencer e que todos ouvem o que diz, por isso decidiu que chegou a altura de chamar a atenção para aquilo que considera ser uma atitude pouco profissional de alguns ciclistas.

Aos 32 anos e já com três Mundiais no seu palmarés, Sagan deu uma entrevista ao Het Nieuwsblad onde falou abertamente deste assunto. Segundo o eslovaco que agora representa a equipa TotalEnergies, há uma "total falta de respeito" e uma "anarquia total" por parte dos ciclistas mais jovens, a começar na sua relação com os meios de comunicação social. 

"Quando falas muito com a imprensa, geras rumores e polémicas. Isso não ajuda nada nem ninguém. Como ciclista jovem, primeiro tens de aprender a estar com os meios de comunicação social. O Fabian Cancellara dizia muitas coisas sobre mim, algumas eram provocações, especialmente antes das clássicas. Isso fazia-me rir, pois significava que ele estava a ficar nervoso. Quando os jornalistas vinham ter comigo eu respondia sempre: o Fabian é o meu ídolo. Não tenho nada de mal a dizer dele. Antes, os ciclistas mais veteranos falavam demasiado, agora são as novas gerações. No passado, respeitavam-se as leis não escritas do ciclismo. Agora não. Há uma anarquia total", comentou Sagan. 

"A primeira vez que reparei nisso foi quando era líder numa prova por etapas e tive de parar para urinar. Eles continuaram a atacar, enquanto esse momento antigamente era de descanso no pelotão. A pausa para urinar já não existe. Agora todos urinam enquanto pedalam. Isso é normal? Se estivessemos na parte final da prova, até podia perceber, mas agora, sem querer mencionar nomes, urinam no meio do pelotão. Todos urinam ao lado de todos. É asqueroso. E se dizes algo, és arrogante", conclui. 

Arquivado em:

Peter Sagan multado por ferir um polícia no Mónaco

Relacionado

Peter Sagan multado por ferir um polícia no Mónaco

Peter Sagan ganha o 'Criterium Giro de Italia' na Expo do Dubai

Relacionado

Peter Sagan ganha o 'Criterium Giro de Italia' na Expo do Dubai

Specialized apresenta o novo quadro de Peter Sagan

Relacionado

Specialized apresenta o novo quadro de Peter Sagan

Nossos destaques