comitium

UCI expulsa a Rússia e a Bielorrússia do calendário UCI e todas as suas equipas

A Gazprom-Rusvelo é uma das equipas que não poderá participar nas provas da UCI.

REVISTA CICLISMO A FUNDO E AGÊNCIA EFE. FOTO: SPRINT CYCLING AGENCY

UCI expulsa a Rússia e a Bielorrússia do calendário UCI e todas as suas equipas
UCI expulsa a Rússia e a Bielorrússia do calendário UCI e todas as suas equipas

As equipas russas e bielorrussas, bem como as seleções nacionais não poderão participar, com efeitos imediatos, em nenhum evento do calendário internacional da UCI, após decisão do organismo máximo do ciclismo mundial. Esta decisão tem a ver, obviamente, com a situação que está a decorrer na Ucrânia, após a invasão militar da Rússia. 

As medidas tomadas pelo Comité diretivo da UCI incluem também a retirada da licença UCI a todas as equipas russas e bielorrussas. Estas são as equipas afetadas: 

- UCI ProTeam Gazprom - RusVelo (RUS)

- UCI Continental Team Vozrozhdenie (RUS)

- UCI Track Team Marathon - Tula Cycling Team (RUS)

- UCI Continental Team CCN Factory Racing (BLR)

- UCI Continental Team Minsk Cycling Club (BLR)

- UCI Women's Continental Team Minsk Cycling Club (BLR).

No caso da Gazprom-RusVelo hoje estava previsto participarem no Trofeo Laigueglia, mas não serão autorizados. 

Para além disso, todos os eventos que estavam agendados na Rússia e na Bielorússia serão retirados do calendário internacional UCI 2022 e os Campeonatos Nacionais destes dois países também serão retirados do calendário. 

Por outro lado, está proibida a utilização de emblemas, nomes, siglas, bandeiras e hinos tanto da Rússia como da Bielorrússia em todas as provas do calendário internacional da UCI. Isto significa também que as camisolas de campeões nacionais destes países estão proibidas. 

A UCI esclarece ainda que os titulares de licenças russsas e bielorrussas estão autorizados a participar em provas do calendário UCI com as suas respetivas equipas desde que estejam inscritos numa equipa UCI que não seja russa nem bielorrussa. Os ciclistas russos e bielorussos também podem participar nas provas do Calendário Internacional da UCI se for autorizada a inscrição individual. 

Quanto ao patrocínio de marcas e empresas russas e bielorussas, estão proibidas com efeitos imediatos. Foi solicitado a todos os organizadores e equipas que não mostrem nenhuma visibilidade a patrocinadores destes países em eventos da UCI. 

A UCI reitera a sua preocupação pela situação na Ucrânia e condena a agressão dos governos russo e bielorusso bem como o incumprimento da Trégua Olímpica. "O desporto em geral e o ciclismo em particular são veículos de paz, amizade, solidariedade e tolerância", assinala a entidade máxima do ciclismo mundial. 

A UCI decidiu oferecer o seu apoio à comunidade ciclista ucraniana e comprometeu-se a acolher os atletas do seu país no World Cycling Center em Aigle, na Suíça. Este fim de semana serão tomadas decisões nesse sentido de modo a agilizar os processos de acolhimento dos atletas ucranianos o mais rápido possível. 

Mundiais UCI de 2023 vão decorrer em Glasgow

Relacionado

Mundiais UCI de 2023 vão decorrer em Glasgow

Mondraker Summum fará a "Safety Check" da UCI

Relacionado

Mondraker Summum será a "Safety Check" da UCI

UCI suspende Koren, Durasek, Bozic e Petacchi envolvidos na rede austríaca de dopagem

Relacionado

UCI suspende Koren, Durasek, Bozic e Petacchi envolvidos na rede austríaca de dopagem

Calendário nacional de estrada 2022

Relacionado

Calendário nacional de estrada 2022

UAE Tour abre a temporada World Tour em 2022

Relacionado

UAE Tour abre a temporada World Tour em 2022

Nossos destaques