Lisboa vai ter 3 milhões de euros para apoio à aquisição de bicicletas

Para além desta medida inédita da edilidade lisboeta, está prevista a expansão da rede de ciclovias.
Carlos Pinto / Foto: CML -
Lisboa vai ter 3 milhões de euros para apoio à aquisição de bicicletas
Lisboa vai ter 3 milhões de euros para apoio à aquisição de bicicletas

Em pleno Dia Mundial da Bicicleta foi dado a conhecer o plano da Câmara Municipal de Lisboa para combater a poluição e transformar o espaço público. O presidente da Câmara, Fernando Medina, pretende evitar o uso do transporte individual poluente, por isso vai avançar com carácter de urgência com o programa "Lisboa Ciclável", entre outras medidas para os pedestres.

Este plano apresentado hoje, mas que na prática já está a ser implementado pois já são notórias algumas obras em ciclovias novas, inclui um fundo de mobilidade orçado em 3 milhões de euros. A autarquia usará essa verba apoiando os munícipes na compra de bicicletas, pelo que este plano "será organizado em parceria com as lojas de bicicletas de Lisboa, que aderirem ao projeto".

De ressalvar que este apoio da Câmara Municipal de Lisboa é muito superior ao apoio estatal que decorre através do Fundo Ambiental . O apoio tem um limite de 50% do valor de aquisição e é de: até 100 euros para os estudantes que adquirirem bicicletas convencionais; até 350 euros na compra de bicicletas elétricas; até 500 euros para bicicletas de carga.

Quanto à expansão da rede de ciclovias, já há datas para a conclusão das obras. Assim, segundo o comunicado da Câmara Municipal de Lisboa, a rede vai crescer:

  • Mais 26 km até julho, em locais como: Alameda dos Oceanos, Av. de Pádua, Av. Cidade Luanda, Av. Almirante Reis, Av. da Índia, Av. 24 de Julho, Av. da Liberdade, Av. do Uruguai. Nesta fase, estão já incluídas as ciclovias na Av. Berlim, Av. Cidade Bissau, Rua Castilho, e Av. Marquês da Fronteira.
  • Até setembro, serão construídos mais 30 km, nas avenidas: Roma, Marechal Gomes da Costa, Ceuta, Lusíada, Berna, Conde Almoster, José Malhoa e Descobertas. Já em 2021, a cidade terá mais 20 km de ciclovias, na Av. Gago Coutinho, Av. Restelo, Av. Torre de Belém, Av. Álvaro Pais, Av. Carlos Paredes e Av. Helena Vieira da Silva.

ESTACIONAMENTO PARA BICICLETAS

Mas há mais boas notícias. "Nos parques subterrâneos da EMEL, e concessionados pela CML, o estacionamento fechado para bicicletas vai chegar aos 1.050 lugares. A este aumento, acrescem ainda 1.700 lugares junto aos principais interfaces de transporte público, e 5.000 para estacionamento em todas as entidades de interesse público que o solicitem, como escolas, clubes desportivos e outras instituições".