Bernal: "Hoje perdi três anos da minha vida"

O vencedor da edição de 2019 do Tour assegurou que o pódio "já não é uma opção".
Revista Ciclismo a fundo / EFE. Foto: Bettini -
Bernal: "Hoje perdi três anos da minha vida"
Bernal: "Hoje perdi três anos da minha vida"

O colombiano Egan Bernal confessou este domingo que perdeu "três anos" da sua vida e que subir ao pódio na Volta a França já não está sequer no seu horizonte, Bernal teve um dia para esquecer ontem, após ter cortado a meta no Grand Colombier a mais de 7 minutos dos eslovenos Primoz Roglic e Tadej Pogacar.

"Sofri desde a primeira subida, e acho que perdi três anos da minha vida na etapa de hoje. Ia a dar tudo o que tinha esperando um milagre que nunca aconteceu. Dei tudo, mas os outros estão mais fortes e não consegui segui-los. Reconheço isso", assegurou o líder da Ineos.

O vencedor do Tour de 2019 disse ainda que hoje, dia de descanso do Tour (e dia em que os ciclistas estão a fazer novamente exames ao Covid19), irá sentar-se com a equipa e estabelecer novos objetivos.

Egan Bernal assegurou ainda que tem sofrido dores de costas desde a primeira etapa da Volta a França, mas salientou que isso não desculpa a perda de tempo.

"Não foi a melhor forma de começar o Tour. Tenho tido dores de costas todos os dias, mas não desisti, pois são mais as dores de pernas do que de costas, no entanto tenho de ver com os médicos o que se passa", comentou no final.