Se isto acontece contigo, é porque não estás a usar o selim adequado

Se sentes desconforto após algumas horas a andar de bicicleta, é porque o teu selim provavelmente não é o mais adequado. Neste artigo mostramos quais são os principais motivos para tal acontecer.
Yago Alcalde e Carlos Pinto -
Se isto acontece contigo, é porque não estás a usar o selim adequado
Se isto acontece contigo, é porque não estás a usar o selim adequado

O ideal é escolher um selim que proporcione um bom apoio na zona dos ísquios, ou seja, os pequenos ossos da pélvis sobre os quais nos apoiamos. Quando não colocamos a maior parte do nosso peso nesta zona, costumam aparecer dores, sobretudo na zona do períneo. Este apoio correto dos ísquios deve ser obtido através de uma posição standard em cima do selim, que se consegue quando se coincide, aproximadamente, o final das costas com o final do selim.

1 - Deste modo, quando estamos a pedalar normalmente vê-se um pouco da parte traseira do selim. Se estiver visível mais de 2 ou 3 cm do selim certamente estaremos a usar um demasiado largo.

2 - Pelo contrário, se o traseiro tapa completamente o selim é muito provável que estejamos a usar um selim demasiado estreito, e a única forma de conseguir um correto apoio dos ísquios é colocar o traseiro muito para trás. Esta circunstância piora bastante a biomecânica de pedalada, e pode criar desconforto, como um excesso de roçamento das coxas por te sentares demasiado atrás.

3 - Além de tudo isto que referimos, algo tão simples como uma altura de selim excessiva também pode criar desconforto devido a um excesso de pressão.

4 - Outro ajuste fundamental é o ângulo de selim, que deve estar horizontal ou até 3 graus inclinado para baixo, para equilibrar a carga do nosso peso entre os nossos braços e o nosso traseiro.