Ganhaste o Euromilhões e agora queres comprar os componentes mais caros?

Procurámos os componentes mais exclusivos que podes encontrar no mercado e que podem fazer parte daquela que pode ser a bicicleta mais cara de todas.
Revista BIKE -
Ganhaste o Euromilhões e agora queres comprar os componentes mais caros?
Ganhaste o Euromilhões e agora queres comprar os componentes mais caros?

Todos nós estamos sempre a pensar em formas de melhorar a nossa bicicleta com pouco dinheiro, em aligeirar sem ter de penhorar a casa, em optar por componentes de carbono em vez de alumínio, etc. 

Tudo isto é muito bonito, mas a realidade é que os bons componentes custam dinheiro e por uma vez na vida vamos esquecer este aspeto e pensar em grande. Neste artigo demonstramos que com a carteira recheada conseguimos montar o que quisermos, como se fossemos jogadores de futebol. E sem excentricidades, como banhos a ouro ou diamantes nas tampas das válvulas. Apenas escolhemos peças que qualquer um de nós consegue comprar em lojas físicas, se ganhássemos o Euromilhões.

1. Válvulas Tyrewiz.
Começamos a casa pelo telhado. E como temos a carteira a abarrotar, porque motivo não haveríamos de analisar os detalhes mais pequenos? Em vez de usarmos umas simples válvulas UST que custam entre 5 a 12 euros cada uma, podíamos montar umas válvulas com sensor de pressão que custam 160 euros. A Quarq, que pertence à SRAM, criou estas válvulas inteligentes, similares às TPM dos automóveis, que nos indicam a pressão de ambas as rodas numa aplicação que pode ser descarregada no telemóvel. 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

Achas que não é suficiente? Acrescenta 10 euros e coloca estas tampas KCNC de alumínio na cor que quiseres. 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

2. Rodas Syncros Silverton SL.
Se vais montar essas válvulas numas rodas que deixem as pessoas de boca aberta, nada melhor do que umas fabricadas a 100% em carbono e numa única peça, como estas Syncros Silverton. Pesam somente 1.250g em 29 polegadas e custam cerca de 3.500 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

3. Suspensão Trust Message.
Esta suspensão tem um sistema de funcionamento articulado que consegue reduzir as fricções internas existentes uma suspensão hidráulica normal e trabalha de forma mais eficaz perante as forças de travagem, minimizando a interferência na qualidade e na precisão do amortecimento. Este exclusivo componente custa 2.400 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

4. Telemetria Shockwiz.
Esta tecnologia da Tyrewiz, um sistema doméstico de telemetria para as suspensões de bicicletas, indica-nos como regulá-las e melhora os ajustes, para que consigamos tirar mais partido em função do uso que lhe damos. Custa 419 euros.

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

5. Guiador Gemini Pröpus.
A marca Gemini, sedeada em Barcelona, tem um design e acabamentos de topo, sendo este kit avanço/guiador integrado fabricado à mão. A produção é limitada, o que eleva o seu preço: 650 euros.  

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

6. Espigão de selim JBG2 SZTYCA DPS.
Um espigão de selim telescópico não pode faltar e neste caso falamos de um modelo superleve e impronunciável: JBG2 SZYCA DPS. O seu design é algo espartano, com cablagem externa, mas responde a uma necessidade imperativa de todos os que fazem BTT: baixar o peso o mais possível. Pesa 240 gramas, o que é um valor inferior a muitos dos espigões telescópicos do mercado. É fabricado em fibra de carbono e tem 60 mm de curso. O seu preço ronda os 1.000 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

7. Grupo eletrónico SRAM Eagle AXS XX1.
O grupo topo de gama da SRAM custa cerca de 2.200 euros e poderás saber mais aqui no site (basta procurar nos Conselhos de Compra e no artigo exclusivo que publicámos na revista BIKE número 6). E se acrescentarmos um potenciómetro, se retirarmos os cranques originais (-571 euros) e os substituirmos por uma das soluções mais leves e minimalistas, os Race Face Next SL com potenciómetro integrado no eixo, o preço final fica em quase 2.800 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

8. Rolamentos e roldanas Ceramicspeed.
Espera, que podemos transformar ainda mais a transmissão Eagle. Se somares 570 euros colocando umas roldanas Titanium Eagle da marca Ceramic Speed, com rolamentos cerâmicos e uma construção que promete uma duração três vezes superior, ficarás com uma bicicleta ainda melhor. E não acaba aqui... Soma pelo menos 270 euros, dependendo do eixo pedaleiro que usares. 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

9. Travões Trickstuff Maxima.
Toda esta fortuna requer travões potentes para que não andemos a espalhar notas em cada curva que encontremos. A marca alemã Trickstuff tem uns travões minimalistas e que foram desenhados para serem os mais potentes do mercado. Custam 1.000 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

10. Selim Selle Italia SLR C59. Este é um dos selins mais exclusivos do mercado. É também dos mais leves, pois pesa 61 gramas. Esta obra de arte custa 450 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

11. Parafusos em titânio. Encontrarás no mercado parafusos de vários tipos. Nós escolhemos os da marca KCNC. Custam entre 6 e 10 euros cada. Portanto conta com pelo menos 13,60 euros (dois parafusos). 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

12. Portabidon Arundel. Portabidons exclusivos há muitos e embora não nos podemos assegurar que este seja o mais caro, desde logo tem um espaço entre os mais exclusivos. Custa 65 euros e pesa somente 25 gramas. 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

13. Pedais Cranck Brothers Candy 11. A cor dourada é sinónimo de poder, do êxito e do glamour. Estes Candy 11 com eixo em titânio custam 450 euros

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

14. Quadro FRM Anakin Full ST. Por esta altura o preço dos teus componentes já superou os 13.000 euros, e ainda nos falta o mais importante: o quadro. Um dos mais caros é este Anakin de suspensão total que já ostenta várias temporadas na lista dos mais exclusivos. É construído em Itália, é fabricado em carbono unidirecional com fibras de Zylon e o seu peso com amortecedor incluído é de 1.950 gramas. Custa nada mais nada menos do que 4.800 euros e inclui guiador, avanço e espigão de selim. 

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!

15. Campaínha Knog Oi LuxeN. Quem tem a carteira recheada não se preocupa com miudezas. Mas se o teu objetivo é que os outros vejam a tua bicicleta de 18.000 euros, então tens de ter uma campaínha à maneira. Custa 33 euros e mais alguns trocos. Provavelmente até vais pagar com uma nota de 50...

Así sería la bici más cara, ¡más de 18.500€!