comitium

A aposta feminina da Canyon

Versáteis, divertidas e muito bem desenhadas, assim são as novas propostas da Canyon para mulheres que querem desfrutar muito mais deste desporto.

Carla Rodríguez // Fotos: Marcus & Stefen

A aposta feminina da Canyon
A aposta feminina da Canyon

Novos modelos femininos na família Canyon

A Canyon fez uma ambiciosa e séria aposta no setor feminino ao lançar duas bicicletas que, apesar de terem personalidades muito diferenres, partilham uma geometria especificamente pensada para o público feminino, o que fará com que a sensação seja de controlo em todo e qualquer momento. 

Uma das novidades em destaque é a escolha do tamanho S como ponto de partida para o desenvolvimento dos dois modelos, em vez do M como era regra até agora; atualmete existem quatro tamanhos de quadro, a partir do 2XS, e que é compatível com alturas de 148 cm até 179 cm. Para tal, a marca baseou-se na sua ampla experiência em termos de necessidades anatómicas das mulheres, bem como das suas debilidades e pontos fortes em cima da bicicleta, características extraídas da análise de dados de mais de 68.000 utilizadoras da marca em todo o mundo. Para além da estatura ou do peso, a Canyon teve em conta outros fatores importantes como o facto de terem um centro de gravidade mais baixo. 

 

GRAND CANYON WMN AL SLX

Há cada vez mais mulheres a praticar BTT e a melhorar a sua técnica. E foi precisamente para elas que foi desenhada esta polivalente bicicleta, perfeita para subidas exigentes e muito ágil em descidas sinuosas e com obstáculos que exigem leveza, controlo e estabilidade.

 

As medidas dos diferentes tubos que configuram o quadro e as escoras traseiras, estão adaptados especialmente para as medidas das mulheres, o que facilita a manobralidade, agilidade, estabilidade e conforto. Além disso, a Canyon adaptou outras características importantes, como o tamanho do guiador, o ângulo da direção ou a utilização de espigão telescópico, para favorecer a união entre a ciclista e a bicicleta. 

Nos tamanhos mais pequenos 2XS-S a bicicleta vem preparada para rodas de 27,5", enquanto que para o tamanho M vem montada com rodas de 29" para um rendimento maior, e é compatível com 27,5". 

Por último, mas não menos importante, os engenheiros da marca prestaram atenção ao facto de que os componentes que completam a bicicleta devem ser de alta qualidade e específicos para mulheres. A suspensão RockShox Reba RL de 110 mm (80 mm em 2XS), que vem montada em todos os modelos, assegura uma resposta estupenda, proporcionando controlo quando o terreno se torna mais técnico, enquanto que a possibilidade de bloqueio permite uma grande eficiência na subidas. Os punhos Ergon estão desenhados para ser mais cómodos para mãos mais pequenas e o seu selim cuidadosamente escolhido pela sua ergonomia otimizada para mulheres, permite rolar durante horas com grande comodidade. 

Da minha parte, como fã do Enduro, surpreendeu-me bastante e gostava bastante de ficar com ela para as saídas nas quais a ideia é percorrer quilómetros ou simplesmente divertir-me por trilhos mais técnicos ou fisicamente exigentes, pois sei que vai responder bastante bem, onde quer que a leve. 

Quanto à Spectral WMN, realmente faz uma vénia ao emblema Made for More, já que proporciona um pouco mais em tudo aquilo que possamos pensar, segurança, estabilidade, leveza, agilidade e, inclusivé, agressividade nas descidas. 

SPECTRAL WMN

As mulheres são guerreiras e é precisamente isso que a Canyon nos transmite com esta bicicleta, desde a seleção da cor até aos mais pequenos detalhes. A Specytral WMH está desenhada para poderes usar ao máximo as tuas possibilidades em cada descida. A sua geometria é aparentemente idêntica à de qualquer bicicleta mista, mas quando a vais analisar e tens a possibilidade de andar nela em trilhos técnicos, com saltos, pedras e raízes, aí dás-te conta de que estas pequenas diferenças em termos de tamanho realmente importam, e muito. 

 

Com esta bicicleta, a Canyon encontrou um equilíbrio perfeito entre os últimos avanços tecnológicos nas bicicletas de todo o terreno e as necessidades específicas das mulheres, tanto a nível físico como pelo diferente tipo de condução que temos, em comparação com a maioria dos homens. A Specytral é mais agressiva e permite-te manobrar melhor no terreno e experimentar movimentos novos em cima da bicicleta.

Existem quatro características que marcam a diferença entre esta bicicleta e a sua versão unisexo:

- Distância entre o eixo pedaleiro e o guiador mais curta, mais adequada à nossa anatomia, o que faz com que não tenhamos de estar sempre esticadas e possamos colocar mais peso na parte dianteira da bicicleta, favorecendo movimentos mais precisos nas decidas e fazendo também com que não estejamos submissas ao traçado que a bicicleta quer escolher. Nós é que mandamos. 

- Tubo central mais baixo, reduzindo assim a altura da posição de condução, o que origina uma maior mobilidade e espaço dentro da bicicleta, além da segurança de estar mais perto do solo, caso seja necessário pôr o pé no chão. 

- A altura do eixo pedaleiro está um pouco mais perto do solo, o que favorece que estejamos mais sentadas e que tenhamos mais estabilidade. Devemos ter em conta apenas em não acertar com os pedais em troncos no caminho. 

- Um guiador de 740 mm, considerado como ótimo para a nossa largura média de ombros. Acabou-se o tempo em que tínhamos de andar a encurtar o tamanho dos guiadores, caso contrário parecia que estávamos a conduzir uma Harley Davidson. 

Tomando como ponto de partida os avanços que esta marca alcançou no conceito de suspensão do modelo Sender, a marca foi inclusivé um pouco mais além, com o objetivo de oferecer o melhor rendimento para as mulhere, mais leves (em regra) do que os homens da mesma altura. 

O amortecedor traseiro é bastante importante nesta bicicleta, além do novo design da zona onde está alojado o amortecedor. Também as inovações nas escoras traseiras são particularmente notórias, gerando diferentes sensações em três fases nas quais podes sentir um amortecimento mais progressivo, estável e sensível do terreno, o que marca realmente a diferença no que diz respeito à condução, e que te dá um extra em termos de confiança quando tens de enfrentar zonas técnicas a alta velocidade. 

 

Obviamente a marca teve todos os cuidados para que esta bicicleta tenha detalhes em termos estéticos, desde o sistema de aperto do tubo do selim, mais seguro e com um aspeto mais uniforme; os dois tipos de furação para porta bidon (consoante se trate de tamanhos pequenos ou grandes), a cablagem interna ou o cuidado sistema de parafusos e apliques de borracha, que protegem a bicicleta dos agentes externos que a podem afetar, especialmente nos pontos de maior fricção. 

 

As duas bicicletas oferecem um amplo leque de preços, em função da sua versão ser em alumínio ou carbono, assim como os componentes escolhidos, variando da Grand Canyon entre os 1.399€ e os 1.999€, e entre os 2.199€ e os 4.999€ no caso da Spectral WMN. Uma oferta ampla e muito interessante para ciclistas tanto de iniciação como experts. 

Mais informações em www.canyon.com/pt. 

Nossos destaques