comitium

João Almeida e Sam Bennett deixarão a Deceuninck-Quick Step no final da temporada

O patrão da equipa belga renovou contrato com Remco Evenepoel, Julian Alaphilippe e Kasper Asgreen, mas já confirmou a saída de João Almeida e Sam Bennett.

João Almeida e Sam Bennett deixarão a Deceuninck-Quick Step no final da temporada
João Almeida e Sam Bennett deixarão a Deceuninck-Quick Step no final da temporada

Numa altura em que todas as equipas atravessam uma situação complicada devido à volatilidade dos patrocínios, ao mesmo tempo que há uma clara renovação geracional, o paradigma é óbvio: as equipas querem contratar ou manter os seus principais ciclistas, mas não sabem se vão ter dinheiro para abrir os cordões à bolsa. Este parece um tema tabu e ninguém quer falar, mas a instabilidade da economia (provocada pelo Coronavírus) vai demorar tempo a sarar. 

No caso da Deceuninck-Quick Step, o cenário é igual. Numa altura de escassez, Patrick Lefevere tem de encontrar formas de capitalizar e agradar os seus patrocinadores. A equipa é conhecida por transformar em ouro tudo aquilo em que toca e ao longo dos anos muitos foram os casos de ciclistas que em pouco tempo multiplicaram o seu valor de mercado. Obviamente isso tem coisas boas e más. Uma das más é a capacidade de retenção dos seus ciclistas mais valiosos.

Nas últimas semanas, a equipa belga renovou com três dos seus ciclistas mais importantes - Remco Evenepoel até 2026, Julian Alaphilippe até 2024 e Kasper Asgreen também até 2024. Mas tudo indica que não poderá fazer o mesmo com outros dois dos seus mais sólidos ciclistas: João Almeida e Sam Bennett. 

Foi o próprio Patrick Lefevere que anunciou esta tomada de decisão aos jornalistas belgas antes do início da segunda etapa do Giro, dizendo que se tratava de uma questão económica. Lefevere reconhece que não consegue igualar as ofertas de outras equipas.

Segundo o jornal italiano Gazzeta dello Sport, o irlandês poderá regressar à sua anterior equipa, a Bora-Hasngrohe, onde correu de 2014 a 2019, obtendo 41 vitórias. Bennett poderá ocupar o lugar de Pascal Ackermann, que poderá assinar pela UAE Team Emirates. Por sua vez, Peter Sagan poderá estar prestes a assinar pela Deceuninck-Quick Step e este poderá ser um dos motivos que levam à não renovação de João Almeida. Mas saberemos mais detalhes a partir do dia 1 de Agosto, altura em que abre oficialmente o mercado de contratações. 

Lefevere também disse num artigo que João Almeida vai deixar a equipa no final da temporada. O luso tem outras ofertas e para o veterano dirigente belga, o importante é que a equipa ganhe provas, sem importar o nome nem a nacionalidade do corredor. "Embora ninguém acredite no que eu digo, a verdade é que não importa se ganho a Volta a Itália com um belga ou com um português. Aqueles que me conhecem sabem que a camisola da equipa é o mais importante para mim, não a bandeira ou o país", disse o manager. 

A verdade é que nas redes sociais da equipa chovem comentários de portugueses revoltados com a não renovação de contrato com João Almeida, acusando Patrick Lefevere de preferir Remco Evenepoel.

Peter Sagan poderá estar prestes a assinar pela Deceuninck-Quick Step, segundo o L´Equipe

Relacionado

Peter Sagan poderá estar prestes a assinar pela Deceuninck-Quick Step, segundo o L´Equipe

João Almeida assume que um dos seus objetivos são os Jogos Olímpicos

Relacionado

João Almeida assume que um dos seus objetivos são os Jogos Olímpicos

João Almeida será o líder da Deceuninck no Giro, segundo Evenepoel

Relacionado

João Almeida será o líder da Deceuninck no Giro, segundo Evenepoel

Não "afoguem" o João Almeida

Relacionado

Não "afoguem" o João Almeida

Os melhores videos