comitium

Sete portugueses no arranque das provas de fundo do Mundial

As provas de fundo do Campeonato Mundial de Estrada, que decorre na Flandres, Bélgica, iniciam-se nesta sexta-feira com a participação de sete ciclistas portugueses.

José Carlos Gomes

Sete portugueses no arranque das provas de fundo do Mundial
Sete portugueses no arranque das provas de fundo do Mundial

Às 7h15 (hora portuguesa) António Morgado, Diogo Pinto, Gonçalo Tavares e Lucas Lopes competem na prova de fundo para juniores. Será uma corrida de 121,8 quilómetros, disputada integralmente no circuito urbano de Lovaina.

Os corredores darão oito voltas ao circuito, que tem um perímetro de 15,5 quilómetros, com a primeira volta mais curta, pois parte do percurso será neutralizado. É um traçado técnico e rápido, com múltiplas viragens, que se adivinha percorrido a velocidade elevada e com o pelotão estirado. As quatro rampas do percurso – Keizersberg, Decouxlaan, Wijnpers e Sint-Antonuisberg – prometem partir o pelotão e selecionar o grupo em condições de lutar pelo título mundial.

“Vai ser uma corrida de eliminação e com o risco de muitos corredores ficarem fora da discussão da corrida muito cedo. A colocação é a chave para um bom resultado, porque, num percurso em que o pelotão vai rodar enfilado e com várias possibilidades de partir-se – nas viragens, nas subidas e devido a quedas -, quem estiver mal colocado e ficar para trás terá grandes dificuldades em recuperar posições”, esclarece o selecionador nacional, José Poeira.

Os sub-23 também correm nesta sexta-feira, a partir das 12h25. A prova terá 161,1 quilómetros, ligando Antuérpia a Lovaina, e contará com a presença de três portugueses, Fábio Costa, Miguel Salgueiro e Pedro Miguel Lopes.

O percurso dos sub-23 é mais variado do que o dos juniores. Após 9,1 quilómetros de partida neutralizada, seguem-se 58,9 quilómetros até à entrada no circuito urbano, ao qual os corredores darão volta e meia, antes de saírem de Lovaina em direção ao denominado Circuito da Flandres, que inclui seis topos inclinados, dois dos quais em empedrado. Será a fase em que uma triagem mais fina de valores deve acontecer, antes de a caravana regressar a Lovaina para duas voltas completas ao circuito urbano.

“O percurso em linha, desde Antuérpia, permitirá uma primeira seleção que tornará menos ‘nervosa’ a procura pela colocação dentro dos dois circuitos. No entanto, neste perfil de corridas, a capacidade de estar perto da cabeça de corrida nos momentos cruciais será determinante”, prevê José Poeira.

Na véspera do arranque das provas de fundo, a Seleção Nacional treinou com vista a essas corridas. Os juniores, os sub-23 e as corredoras de elite feminina pedalaram durante a manhã no circuito de Lovaina, enquanto os juniores participaram, durante a tarde, na Conferência UCI para Juniores. Os três masculinos de elite que já se encontravam hoje na Flandres – Nelson Oliveira, Rafael Reis e Rui Oliveira – fizeram treinos diferenciados.

As corridas desta sexta-feira terão transmissão em direto no Eurosport 1.

Arquivado em:

Gonçalo Tavares 40.º no contrarrelógio júnior do Mundial

Relacionado

Gonçalo Tavares 40.º no contrarrelógio júnior do Mundial

Nelson Oliveira 13.º a 2 segundos do top 10 no Mundial de contrarrelógio

Relacionado

Nelson Oliveira 13.º a 2 segundos do top 10 no Mundial de contrarrelógio

Portugal com 17 corredores no Centenário do Mundial de Estrada

Relacionado

Portugal com 17 corredores no Centenário do Mundial de Estrada

Daniela Campos 41.ª no contrarrelógio de elite do Campeonato do Mundo

Relacionado

Daniela Campos 41.ª no contrarrelógio de elite do Campeonato do Mundo

Os melhores videos