Lance Armstrong admite que o doping pode ter causado o seu cancro testicular

Este domingo, dia 24, o canal ESPN vai estrear um novo documentário dividido em duas partes denominado "Lance", no qual reconhece que já se dopava no seu primeiro ano como profissional.
Agência EFE -
Lance Armstrong admite que o doping pode ter causado o seu cancro testicular
Lance Armstrong admite que o doping pode ter causado o seu cancro testicular

Lance Armstrong admitiu no documentário que o canal ESPN vai emitir em duas partes, no dia 24 e 31 de maio, que o cancro testicular que sofreu em 1996 pode ter sido causado pelo consumo de hormonas de crescimento.

Segundo o portal Cyclingnews, Lance Armstrong reconhece que "a única vez" na sua vida que tomou hormonas de crescimento foi na temporada de 1996, precisamente quando foi diagnosticado o cancro. "Hormonas de crescimento e células. Quando algo de bom precisa de crescer, fá-lo. Não teria sentido que algo de mal também?", questiona o texano.

Lance Armstrong admite que o doping pode ter causado o seu cancro testicular

Armstrong também reconhece no documentário que a sua primeira experiência com o doping ocorreu "provavelmente com 21 anos", o que coincide com a altura em que ganhou o Mundial de 1993.

"Não vou mentir, vou dizer a minha verdade", disse o norte-americano num teaser libertado a promover este documentário. Armstrong, atualmente com 48 anos, ganhou sete vezes a Volta a França, mas todas as vitórias foram apagadas do seu palmarés depois da intervenção da Agência Antidopagem dos Estados unidos contra ele e contra o diretor da equipa US Postal, o belga Johan Bruyneel.