comitium

Tour: Magistral vitória de Wout van Aert no impiedoso Mont Ventoux

O belga ganhou isolado em Malaucène, após mostrar ser o mais forte do dia na dupla subida ao Mont Ventoux. Vingegaard (colega de Van Aert) fez Pogacar sofrer e O´Connor cedeu tempo, abandonando o segundo posto da geral.

Tour: Magistral vitória de Wout van Aert no impiedoso Mont Ventoux
Tour: Magistral vitória de Wout van Aert no impiedoso Mont Ventoux

Ontem quase ganhou ao sprint - foi batido por uma margem mínima por Cavendish -, mas hoje foi o seu dia. Wout Van Aert fez uma etapa magistral, marcada pelo mítico Mont Ventoux, uma das montanhas mais duras da Volta a França. 

O ciclista da Jumbo-Visma mostrou que também é um dos melhores trepadores do pelotão internacional, tendo esta vitória sido a mais importante da sua carreira: "É uma das subidas mais emblemáticas do mundo. Pode ser que seja a maior vitória da minha carreira", desabafou o arqui-rival de Van der Poel emocionado na meta. 

Van Aert esteve muito ativo desde os primeiros quilómetros e começou a destacar-se quando se intrometeu numa fuga de 13 ciclistas que perseguiam o quarteto que liderava a prova e que era composto por Alaphilippe, Dan Martin, Anthony Perez e Pierre Roland. A primeira subida ao Mont Ventoux (22,5 km a 5,1%) fez a seleção do grupo, mas foi a segunda ascenção pela vertente mais conhecida e dura (15,7 km a 8,8%) que realmente colocou tudo em cheque. Van Aert deu tudo o que tinha, numa demonstração de força física.

Após uma aceleração, Mollema e Alaphilippe ficaram para trás, iniciando uma perseguição a Kenny Elissonde, que encabeçava a corrrida. Com uma pedalada certa e uma cadência ideal, apanhou o ciclista da Trek-Segafredo e ultrapassou-o seguindo isolado até à meta. O belga acelerou o ritmo e ganhou com 1m10 de vantagem sobre Elissonde e Bauke Mollema, tendo o seu colega de equipa Jonas Vingegaard chegado a 1m20. Aliás, Vingegaard fez um ataque já na parte final, deixando os favoritos em apuros, incluindo o líder da prova, Tadej Pogacar. Foi a primeira vez que vimos Pogacar em agonia. 

Foi a quarta vitória de Van Aert na Volta a França e a 23ª como profissional. No seu palmarés pontificam vitórias em provas de prestígio como a Milão-San Remo ou a Amstel Gold Race.

Esta jornada fez mais estragos. David Gaudu, por exemplo, era 10º antes do início da etapa, mas hoje deitou tudo a perder. O´Connor chegou à meta em sofrimento com 4 minutos perdidos face a Pogacar, Vingegaard, Urán e Carapaz, baixando para a quinta posição da geral.

Na classificação geral, Pogacar é líder, seguido de Urán (a 5m18), Vingegaard (a 5m32), Carapaz (a 5m33) e O´Connor (5m58).

Rúben Guerreiro (EF Education-Nippo) fechou o top 20 na jornada, cimentando-o como um dos melhores trepadores nacionais de sempre.

Arquivado em:

Volta a França 2021: etapas, datas, pontos quentes e a opinião dos especialistas

Relacionado

Volta a França 2021: etapas, datas, pontos quentes e a opinião dos especialistas

A impressionante magnitude da Volta a França 2021

Relacionado

A impressionante magnitude da Volta a França 2021

Como funciona o passaporte sanitário exigido para participar na Volta a França

Relacionado

Como funciona o passaporte sanitário exigido para participar na Volta a França

Volta a Portugal 2021: já são conhecidas as etapas

Relacionado

Volta a Portugal 2021: já são conhecidas as etapas

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Relacionado

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Os melhores videos