comitium

Como funciona o passaporte sanitário exigido para participar na Volta a França

A organização do Tour vai manter a bolha sanitária nas equipas participantes e vai impor restrições aos ciclistas e adeptos. Dois casos positivos por COVID durante sete dias em ciclistas da mesma equipa implicam a exclusão automática da mesma.

Agência EFE / Foto: Alex Broadway (ASO)

Como funciona o passaporte sanitário exigido para participar na Volta a França
Como funciona o passaporte sanitário exigido para participar na Volta a França

Os espetadores que quiserem ver ao vivo a partida ou a chegada dos ciclistas nas diferentes etapas da Volta a França, que começa este sábado em Brest, deveráo ter o passaporte sanitário. Além disso, a organização vai manter a bolha sanitária do ano passado. 

As restrições serão muito similares, tanto no que se refere aos participantes como aos fãs. No caso das equipas, dois casos positivos durante um prazo de sete dias entre os ciclistas implica a exclusão de toda a equipa (ciclistas, diretores, staff, médicos e mecânicos). Com esta alteração, os organizadores do Tour adaptam-se às normas da União Ciclista Internacional e evitam a polémica suscitada o ano passado. 

A bolha incluirá os hotéis durante o Tour, mas também os autocarros e camiões das equipas nas zonas de partida e chegada. Estes veículos estarão afastados do público, da imprensa e dos restantes elementos com acreditação. 

Os ciclistas serão submetidos a dois testes PCR antes do início da prova e outros dois durante as jornadas de descanso e ainda um adicional na quinta etapa, em Laval. 

O público que quiser aceder às partidas e à zona de meta deverá apresentar um passaporte sanitário, o que implica um teste negativo ou o certificado de vacinação. 

Além disso, o número de espetadores autorizados nos diferentes espaços será limitado em função de cada cidade e das condições das mesmas, seguindo as recomendações das autoridades locais. 

Ao longo dos 3.400 km do percurso está recomendando usar a máscara quando o pelotão passar, mas não existem outras restrições particulares, salvo em 15 subidas que, devido às suas especificidades, terão regras de acesso próprias. Não serão autorizados veículos e só poderão aceder os espetadores a pé ou em bicicleta, medidas que já tinham sido tomadas em outras edições. 

A caravana publicitária sofreu um corte drástico em 2020, mas desta vez voltará à normalidade, com 150 elementos. 
 

Rui Costa e Rúben Guerreiro confirmados na Volta a França

Relacionado

Rui Costa e Rúben Guerreiro confirmados na Volta a França

Volta a França feminina de 2022 terá oito etapas e será patrocinada pelo Zwift

Relacionado

Volta a França feminina de 2022 terá oito etapas e será patrocinada pelo Zwift

Partida da Volta a França de 2023 será em Bilbao

Relacionado

Partida da Volta a França de 2023 será em Bilbao

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Relacionado

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Volta a França 2021: etapas, datas, pontos quentes e a opinião dos especialistas

Relacionado

Volta a França 2021: etapas, datas, pontos quentes e a opinião dos especialistas

Os melhores videos