comitium

Gonçalo Tavares e António Morgado no top 20 do Mundial de contrarrelógio

Gonçalo Tavares e António Morgado representaram hoje Portugal no contrarrelógio para juniores do Campeonato do Mundo de Estrada, em Wollongong, Austrália, terminando ambos entre os 20 primeiros de uma prova ganha pelo britânico Joshua Tarling.

José Carlos Gomes

Gonçalo Tavares e António Morgado no top 20 do Mundial de contrarrelógio
Gonçalo Tavares e António Morgado no top 20 do Mundial de contrarrelógio

Os dois corredores tiveram um resultado final equivalente, com Gonçalo Tavares em 19.º e António Morgado a ser vigésimo. No entanto, a evolução dentro de prova foi diferente. Ambos começaram lentos, face à concorrência.

Gonçalo Tavares fez o 27.º tempo no primeiro ponto intermédio de cronometragem, foi 18.º no segundo troço, 22.º no terceiro e 19.º entre o quilómetro 21,8 e a meta, instalada ao quilómetro 28,8. Do somatório de parciais resultou um tempo de 37’22’’09, a 2’22’’83 do vencedor.

Já António Morgado teve um exercício individual em progressão, depois de um arranque ainda mais lento do que o de Tavares. O corredor das Caldas da Rainha marcou o 33.º registo ao quilómetro 7,1. Nos troços seguintes foi o 20.º e 21.º. Nos sete quilómetros finais António Morgado mostrou ter mais para dar e foi o 14.º mais veloz nesta fase da corrida. No conjunto da prova, o português parou o cronómetro em 37’24’’56, a 2’25’’30 do novo campeão mundial júnior de contrarrelógio.

“Sabemos que o contrarrelógio não é ainda o forte do António e do Gonçalo, que terão de trabalhar esta especialidade. Em percursos mais duros conseguem defender-se melhor. Mas em percursos como estes, em que a cadência é um fator preponderante, acabam por ceder mais tempo para os primeiros. Na prova de hoje, o vento foi outro elemento determinante, porque foi crescendo de intensidade. O nosso resultado acaba por enquadrar-se dentro do que é normal”, considera o selecionador nacional, José Poeira.

O britânico Joshua Tarling confirmou o favoritismo e impôs-se com 34’29’’56, impedindo o australiano Hamish McKenzie de sagrar-se campeão frente ao seu público. O corredor da casa teve de contentar-se com a medalha de prata, a 19,19 segundos do ouro. A medalha de bronze foi conquistada pelo alemão Emil Herzog, a 33,45 segundos do vencedor.

Os juniores voltam a competir ao final da noite de quinta-feira, na prova de fundo. Portugal estará representado na corrida de 135,6 quilómetros por António Morgado, Daniel Lima, Gonçalo Tavares, José Bicho e Tiago Nunes. A prova, com transmissão em direto na Eurosport, começa às 23h15 de quinta-feira.

Arquivado em:

Norueguês Soren Waerenskjold é o novo campeão do Mundo de contrarrelógio sub´23

Relacionado

Norueguês Soren Waerenskjold é o novo campeão do Mundo de contrarrelógio sub´23

Nelson Oliveira oitavo classificado no Mundial de contrarrelógio

Relacionado

Nelson Oliveira oitavo classificado no Mundial de contrarrelógio

Portugal parte com ambição para Mundial na Austrália

Relacionado

Portugal parte com ambição para Mundial de ciclismo na Austrália

João Almeida vence última etapa da Volta a Burgos

Relacionado

João Almeida vence última etapa da Volta a Burgos

Revista Ciclismo a fundo nº10 já nas bancas

Relacionado

Revista Ciclismo a fundo nº10 já nas bancas

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Relacionado

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Nossos destaques