comitium

Fabio Jakobsen ganha etapa inaugural da "Algarvia" ao sprint

O estágio que a equipa Quick-Step Alpha Vinyl Team fez há algumas semanas no Algarve a reconhecer as etapas da prova portuguesa deu os seus frutos, tendo Jakobsen sido o mais forte ao sprint depois de um dia atribulado com duas quedas.

Fabio Jakobsen ganha etapa inaugural da "Algarvia" ao sprint
Fabio Jakobsen ganha etapa inaugural da "Algarvia" ao sprint

O tiro de partida da Volta ao Algarve teve um protagonista bem conhecido de todos. Numa tirada que ligou Portimão a Lagos (199,1 km), o favorito não defraudou as expetativas e comprovou o motivo de ser um dos melhores especialistas ao sprint.

Fabio Jakobsen veio rodado para a "Algarvia" e a sua veia vencedora em Lagos voltou a concretizar-se... pela terceira vez! 

Mas o filme da etapa começou por volta do meio dia em Portimão e cedo se percebeu que a corrida iria ser nervosa. Ritmos distintos (normal numa prova que mescla equipas Continentais, Pro-Continentais e World Tour), bem como um defeso longo fizeram com que a corrida tivesse duas metades. 

A primeira ficou marcada por uma fuga sensivelmente ao quilómetro 17, com os portugueses Fábio Oliveira (ABTF-Feirense), Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista) e João Matias (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados), mais o espanhol Asier Etxeberria (Euskaltel-Euskadi). 

O quarteto nunca teve grande margem para grandes veleidades, dado que as equipas World Tour controlaram sempre a corrida, não dando mais de 3m30s ao grupo de fugitivos, mas mesmo assim, João Matias conseguiu o seu intento, que era vestir a Camisola Azul, símbolo de líder dos trepadores. 

A segunda metade da corrida ficou marcada por uma queda que reduziu o pelotão a metade, incidindo sobretudo nas equipas portuguesas. Esperava-se de imediato um abrandar de ritmo do pelotão para deixar os elementos que ficaram para trás recolar, mas a verdade é que demorou ainda algum tempo, por isso muitos desgastaram-se em excesso a tentar chegar ao grupo principal. 

A fuga tinha sido entretanto alcançada, mas uma nova queda (a 12,5 km da meta) fez com que a tensão voltasse a dominar o pelotão, tendo alguns ciclistas ficado com cortes e contusões.

O ritmo acelerava rumo a Lagos e as equipas com sprinters fortes lutavam por uma colocação boa, e foi nessa contenda que a equipa de Fabio Jakobsen se viu quase isolada com quatro elementos na reta da meta. Os adversários demoraram a reagir, pelo que Jakobsen só teve de rematar o grande trabalho dos seus colegas, arrecadando assim a primeira Camisola Amarela desta edição da "Algarvia".

JoaoMatias FabioJakobsen RemcoEvenepoel cópia
 

O ciclista alemão Jordi Meeus, da Bora-hansgrohe cortou a meta em segundo lugar, mas os comissários consideraram o seu sprint irregular, por isso, após deliberação, o francês Bryan Coquard da Cofidis ficou oficialmente com o segundo posto. Alexander Kristoff (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux) fechou o pódio no terceiro lugar.

No cômputo geral, Jakobsen somou a camisola verde (pontos) à amarela. O seu colega de equipa Remco Evenepoel (que hoje fez um trabalho de grande nível para Jakobsen) vestiu a camisola da juventude e, como referimos antes, João Matias passou a envergar a camisola azul, dos trepadores. 

Destaque ainda para o melhor português nesta etapa, Rui Oliveira (Team UAE Emirates), que terminou na quinta posição. 

Amanhã decorre a segunda etapa, numa tirada entre Albufeira e o Alto da Fóia (em Monchique), com 182,4 km. Será uma etapa para corredores com outras características e veremos como estão os ânimos dos ciclistas lusos após uma etapa tão acidentada.

Arquivado em:

João Rodrigues é baixa de última hora na Volta ao Algarve

Relacionado

João Rodrigues é baixa de última hora na Volta ao Algarve

Volta ao Algarve 2022: etapas, gráficos, equipas, principais candidatos

Relacionado

Volta ao Algarve 2022: etapas, gráficos, equipas, principais candidatos

Confirmado pelotão de luxo na Volta ao Algarve

Relacionado

Confirmado pelotão de luxo na Volta ao Algarve

Calendário nacional de estrada 2022

Relacionado

Calendário nacional de estrada 2022

Nossos destaques