UCI congela a pontuação face aos Jogos Olímpicos

Dado o impacto da suspensão de provas devido ao coronavírus, a UCI decidiu solicitar ao COI que seja congelado o período em que é possível adquirir pontos UCI desde o passado dia 3 de março. Portugal ficará fora, pois encontra-se na 25ª posição.
Revista BIKE -
UCI congela a pontuação face aos Jogos Olímpicos
UCI congela a pontuação face aos Jogos Olímpicos

Estava aberto desde o passado dia 28 de maio de 2018 o período que permitiu aos atletas de cada país obter pontos UCI para a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, um período que iria durar até ao dia 27 de maio de 2020. Contudo, a entrada em cena do coronavírus obrigou à suspensão ou adiamento de muitas provas em todo o mundo, muitas delas com atribuição de pontos UCI.

Por esta razão a UCI anunciou que vai solicitar ao Comité Olímpico Internacional que o período de pontuação se detenha retroativamente no passado dia 3 de março. Deste modo, a UCI quer evitar o constrangimento de algumas partes do planeta nas quais as provas tiveram de ser adiadas e cujos pontos não puderam ser atribuídos.

Caso o COI aceite este pedido, os lugares por países serão atribuídos assim:

1ª e 2ª posição: Terão 3 lugares olímpicos.

3ª a 7ª posição: Terão 2 lugares olímpicos.

8ª a 21ª posição: Terão 1 lugar olímpico.

Portugal no dia 3 ocupava o 25º lugar na categoria masculina, ou seja, fora do lote. Contudo, falta a decisão do COI. Acresce o facto de que a própria realização dos Jogos Olímpicos ainda está em aberto e dependerá da evolução do Covid 19.