comitium

Nova Cannondale Jekyll 2022 (com preços)

Não há volta a dar. As provas de Enduro são cada vez mais duras, por isso a Cannondale foi obrigada a responder, alterando a Jekyll e proporcionando mais poder de fogo sobretudo nas descidas, mas também quando é preciso pedalar.

Nova Cannondale Jekyll 2022
Nova Cannondale Jekyll 2022

Há algum tempo mostrámos em exclusivo nacional um protótipo de DH com dois amortecedores desenvolvido pela Cannondale, e que foi possível ver na Taça do Mundo. Nessa altura, a Cannondale estava a testar novas soluções em termos de amortecimento nas provas mais duras do mundo, e também a verificar que modificações geométricas eram necessárias, com a devida repartição de pesos. O primeiro resultado destes testes acabou de chegar: a nova Jekyll para Enduro.

jekyll
 

A Jekyll tem rodas de 29 polegadas, suspensão com 170 mm de curso e amortecedor com 165 mm, sendo o quadro fabricado unicamente com fibra de carbono, incluindo o basculante (o link é de alumínio). O seu design é totalmente novo, com um conjunto de tecnologias específicas. 

jekyll2
 

Tem um sistema traseiro do tipo 4 bar com um pivô alto e utiliza um ponto de apoio da corrente mais elevado, para isolar as forças de pedalada do sistema de amortecimento, melhorando assim naquelas secções onde é necessário pedalar. 

jekyll3
 

O ponto do pivô principal elevado, localizado no tubo vertical, tem uma clara vantagem face a outras localizações possíveis: quando a roda começa a movimentar-se em compressão, o eixo traseiro desloca-se para trás e para cima, ou seja, segue uma trajetória coincidente com as forças provocadas pelos desníveis do terreno no pneu. 

jekyll4
 

Isto é, absorve precisamente na mesma direção da do impacto, e desta forma o amortecedor reage instantâneamente, absorvendo com mais eficácia. Esta trajetória da roda é habitual nas motas de motocross, por exemplo. A contrapartida é que o comprimento das escoras varia drasticamente ao longo do curso, alongando e encurtando a corrente, o que induz um efeito de backpedal ou recuo dos cranques. Mas a Cannondale resolveu este problema, através do Guidler. 

guidler
 

No fundo, o Guidler é uma polia de reenvio da corrente colocada à altura do pivô principal do amortecedor, cuja missão é manter o comprimento da corrente constante, ou o mais constante possível ao longo do curso: quando comprimimos o amortecedor, a distância entre a cremalheira e a cassete cresce, porque a roda se afasta, mas com o Guidler, a distância entre este e a cassete mantém-se, ou seja, a corrente não cresce e, portanto, o efeito backpedal (ou recuo dos pedais) desaparece. 

jekyll5
 

O basculante é do tipo 4 bar, cuja principal novidade é a chegada de uma articulação tipo Horst Link nas escoras, à frente do eixo. O 4 bar é mais eficiente do que o sistema antigo (monopivô articulado) e permite controlar melhor as forças de travagem e aceleração, bem como a compressão do amortecedor, variando a posição dos pontos de rotação. 

Segundo os dados de cinemática fornecidos pela Cannondale, os valores antisquat (afundamento do amortecedor devido à aceleração da pedalada) situa-se nos 80%, ou seja, a pedalada é mais eficiente, mas mantendo uma maior capacidade de absorção. 

Na nova Jekyll, o amortecedor está localizado num espaço oco no ponto mais baixo do tubo diagonal. O amortecedor é um Fox de 205 x 65 mm, com câmara extra e um peso aproximado de 439g, ou seja, quase o mesmo que um bidon cheio. 

jekyll6
 

Uma tampa protege o amortecedor e, como não fecha totalmente, faz com que seja mais fácil que a água saia, evitando a acumulação de sujidade. 

jekyll8
 

A Cannondale adapta as medidas dos quadros através do seu conceito Proportional Response, adaptando também a cinemática do amortecedor. Obviamente um biker alto pesa mais e tem um centro de gravidade mais elevado, pelo que a resposta da Cannondale foi criar basculantes que crescem proporcionalmente à medida que subimos de tamanho, para que o rider mantenha uma posição centrada. As medidas base da sua geometria refletem-se no seu comportamento. O Reach tem 450 mm no tamanho M, com um ângulo de direção de 64º e tubo vertical de 77,5º. Este modelo está disponível em 4 tamanhos: S, M, L e XL. 

Na parte traseira, o conceito AI (Asymmetric Integration), exclusivo da Cannondale, está bem patente. A transmisão deslocada para o lado direito permite um enraiamento mais equilibrado da roda e mais espaço entre a roda e o quadro. 

Os primeiro modelos chegam em Julho às lojas. A Jekyll 1 custa 6.499€, e inclui suspensões Fox e transmissão SRAM GX/X1 Eagle. A Jekyll 2 custa 4.599€, traz uma suspensão RockShox Zeb e transmissão Shimano Deore. O quadro solto com amortecedor Fox Float X2 custa 3.499€. 

Sabe mais em www.cannondale.com

Arquivado em:

Cannondale volta ao Dirt com o lançamento da DAVE

Relacionado

Cannondale volta ao Dirt com o lançamento da DAVE

Quadros Cannondale Scalpel à venda em edição especial

Relacionado

Quadros Cannondale Scalpel à venda em edição especial

Cannondale, em guerra contra o plástico e a favor da reciclagem

Relacionado

Cannondale, em guerra contra o plástico e a favor da reciclagem

Os melhores videos