Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

A Merida acabou de nos apresentar a quarta geração da Reacto, lançada em 2011 no segmento aerodinâmico. A principal característica que salta à vista nesta nova versão é o aumento do conforto devido à adoção de novas tecnologias.
Revista Ciclismo a fundo Portugal -
Exclusivo: nova Merida Reacto 2021
Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

A Merida renovou a Reacto, que chega agora à quarta geração desde o seu lançamento em 2011, convertendo-a numa bicicleta "todo o terreno" na qual, mantendo a sua essência de bicicleta aerodinâmica, desenvolveu soluções para melhorar o conforto. É a bicicleta que vários ciclistas da equipa Bahrain-McLaren já estão a utilizar.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

A aerodinâmica sempre foi a essência da Reacto desde a sua chegada ao mercado. Por isso, a marca taiwanesa concentrou-se em aprofundar essa característica melhorando a integração dos cabos graças ao conjunto guiador/avanço integrado Vision Metron 5D, com o qual a Merida assegura uma poupança de 2 watts.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

As escoras estão agora numa posição ainda mais baixa.

Além disso, a forqueta fica melhor integrada na parte frontal do quadro, ou seja, na testa da direção, que aumentou de tamanho, o que também proporciona 2 watts de melhoria, segundo as medições da Merida. Como tem sido habitual na Reacto, as escoras traseiras encontram-se numa posição baixa, e agora ainda mais. O aperto do espigão de selim fica também completamente oculto.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

As peças colocadas na perna esquerda da forqueta e na escora do mesmo lado que servem para evitar o sobreaquecimento dos discos foram redesenhadas, ajudando a reduzir as vibrações e turbulências geradas pelas pinças de travão. Estas peças são agora maiores e ficam melhor integradas. A Reacto passa a adotar eixos passantes mais integrados, deixando assim de lado o sistema RAT - desenvolvido pela Focus - utilizado na versão anterior.

MAIS CONFORTÁVEL E LEVE

Sem esquecer o carácter aerodinâmico com que chegou ao mercado, a Merida focou-se em conseguir que a Reacto seja uma bicicleta mais confortável para o utilizador comum. Para tal, a marca destaca dois pormenores: a possibilidade de utilizar pneus de até 30 mm - de série as bicicletas no mercado português serão vendidas com 25 mm - e o espigão de selim S-Flex, uma melhoria que a marca introduziu na primeira versão do modelo de 2012 e que se manteve tanto na segunda como na terceira versão. Nesta quarta versão, o espigão S-Flex mantém um elastómero traseiro para absorver as vibrações, embora o seu design tenha sido refinado.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

A nova Reacto chegará às lojas com dois quadros diferentes, o topo de gama CF5 que estará presente nas duas versões mais avançadas, a Reacto Team e a Reacto 800, e o CF3 que equipará a restante gama. Segundo a Merida, o quadro CF5 pesa 965g no tamanho M e a forqueta 457g, o que supõe uma poupança de quase 70 gramas (no quadro) face à versão anterior.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

Outra das novidades na nova Reacto são os novos tamanhos, que agora são simplificados, eliminando o S/M e o M/L e acrescentando um tamanho mais pequeno XXS. Deste modo, agora o S é equiparável a um tamanho 54 (antes era o S/M), e o M é equiparável a um 56 (antes era o M/L). As geometrias não mudaram muito: no tamanho M os ângulos de selim e direção mantêm-se nos 73,5º, as escoras têm 408 mm, o reach mede 395 mm e o stack tem 557 mm, mas a testa da direção foi reduzida de 157 para 141 mm.

Exclusivo: nova Merida Reacto 2021

Os preços no mercado português começam nos 2.499 euros. Podes ver a gama clicando aqui: https://www.merida-bikes.pt/catalogo/loja-bicicletas-online/bicicletas-estrada/bicicletas-estrada-aero/reacto-disc/