comitium

Portugueses voltam a estar em destaque em Espanha

As duas sub-23 Raquel Queirós e Ana Santos voltaram a demonstrar um nível muito elevado, Mário Costa também esteve ao mais alto nível na prova elite masculina, bem como João Cruz, em júniores.

Portugueses voltam a estar em destaque em Espanha
Portugueses voltam a estar em destaque em Espanha

A gritante ausência de provas em Portugal tem levado muitos lusos ao país vizinho, onde apesar das restrições, as competições têm decorrido com bastante afluência de participantes.

Desta vez, uma extensa comitiva lusa deslocou-se para participar na Superprestigio MTB Faster, em Arnedo (Espanha). Participaram vários atletas de nível internacional, dado que a prova pertence à categoria UCI C1. O clima agradável, as medidas sanitárias impostas e um percurso exigente quase que fizeram esquecer a pandemia que atravessamos.

Portugueses voltam a estar em destaque em Espanha

 

Na prova masculina (a qual tinha alguns metros adicionais face às outras categorias, com uma subida muito dura e, sobretudo, uma descida muito complicada, que colocou à prova a técnica dos participantes), logo após o tiro de partida ficaram na frente os favoritos: David Valero (BH Templo Cafés UCC) e Vlad Dascalu (Trek Pirelli), os quais tiveram a companhia do francês Joshua Dubau (Massi). Mais tarde juntaram-se a estes atletas Thomas Griot (Massi) e Pablo Rodríguez (BH Templo Cafés UCC).

Portugueses voltam a estar em destaque em Espanha

 

Na penúltima volta, Vlad Dascalu e David Valero ganharam terreno face aos seus adversários, e na volta final o campeão espanhol atacou, acabando por vencer a prova. Dascalu cortou a linha de meta pouco depois, seguido por Griot que à medida que a prova ia decorrendo foi melhorando a sua forma, inclusivé quase conseguiu alcançar Dascalu. Esta foi a última prova de Carlos Coloma, o simpático espanhol que celebrou esta época 22 anos em atividade.

Mário Costa (AXPO/Firstbike/Vila do Conde) ficou num excelente sétimo lugar final em elites, à frente de nomes consagrados como Jofre Cullell, Sergio Mantecon, Carlos Coloma, entre outros. Ricardo Marinheiro (Clube BTT Matosinhos) foi 12º, Pedro Rocha (Maiatos) foi 19º, Fábio Ribeiro (Clube BTT Matosinhos) foi 28º, Rui Ferreira (Maiatos) foi 33º. João Jesus (Guilhabreu) foi 18º em sub-23.

Na corrida elite feminina, a prova foi espetacular. Desde o início que se percebeu que a prova seria decidida por 4 atletas: a campeã polaca Maja Wloszczowska, a campeã olímpica (em Londres) Julie Bresset, a campeã espanhola Rocío del Alba García e a campeã portuguesa Raquel Queirós. A prova foi disputada até aos metros finais. Queirós foi a primeira a ceder, enquanto na frente da corrida os ataques se iam sucedendo. Na última volta, Wloszczowska conseguiu aumentar a sua margem e ganhou, batendo Bresset e Rocío del Alba.

Raquel Queirós ganhou a categoria sub-23 e Ana Santos ficou em segundo nesta categoria, demonstrando - novamente - que Portugal tem um futuro promissor no escalão feminino. Destaque ainda para o 8º posto de Rafaela Ramalho.

Nos júniores, João Cruz esteve em grande nível, ficando em quarto lugar, posição também obtida na categoria feminina deste escalão por Mariana Líbano.

Poderás conhecer todas as classificações em detalhe clicando aqui.