comitium

Nathalie Eklund soma e segue na Volta a Portugal feminina

A sueca Nathalie Eklund (Massi Tactic) continua imbatível na Volta a Portugal Feminina Cofidis, mantendo a Camisola Amarela Jogos Santa Casa da melhor forma possível, impondo-se na primeira etapa em linha, que hoje ligou Vila Franca de Xira a Torres Vedras.

José Carlos Gomes

Nathalie Eklund soma e segue na Volta a Portugal feminina
Nathalie Eklund soma e segue na Volta a Portugal feminina

A tirada de 87,6 quilómetros foi disputada em bom ritmo, sempre sob o controlo férreo da equipa Massi Tactic, que respondeu a todos os ataques, não permitindo a consolidação de qualquer fuga.

O bloco espanhol, além de defender a camisola amarela de Nathalie Eklund, ainda teve fôlego para colocar Mireia Benito em posse da Camisola Azul IPDJ, de melhor trepadora, uma vez que passou na frente na única subida da jornada, em Vilar.

A ação da Massi Tactic permitiu uma chegada em pelotão a Torres Vedras, onde o numeroso público assistiu ao triunfo de Nathalie Eklund, que bateu num último impulso a americana Heather Mayer (Team LDN/Brother UK), que assumira a dianteira do sprint. A terceira foi a campeã argentina de fundo, Maribel Aguirre (Zaaf Cycling Team). As três, tal como todo o primeiro pelotão, cumpriram a jornada em 2h14m58s, à média 38,9 km/h.

“A minha equipa fez um excelente trabalho, tornando a corrida muito dura para todas. Controlámos toda a etapa, durante a qual não sabia o que esperar do sprint. Mas, depois de a equipa fazer um trabalho tão fantástico, apenas me foquei em tentar vencer para poder agradecer-lhes todo o esforço”, confessou Nathalie Eklund, que junta a Camisola Vermelha Cofidis, dos pontos, à amarela.

O triunfo na etapa valeu à corredora sueca 10 segundos de bonificação, reforçando assim o comando da classificação geral. Nathalie Eklund tem 11 segundos de vantagem sobre Mireia Benito e 18 sobre Aurela Nerlo, ambas também da Massi Tactic.

Vera Vilaça (Velo Performance/JS Campinense) voltou a ser a melhor portuguesa na jornada, cortando a meta na quarta posição. Foi uma das três nacionais no top 10 do dia. As outras foram Mariana Líbano, também da Velo Performance, no quinto lugar, e Beatriz Roxo (Seleção de Portugal), na décima posição.

Na geral é também Vera Vilaça que encabeça as esperanças portuguesas, estando no quarto lugar, a 18 segundos da camisola amarela. Nas quinze melhores estão mais duas lusitanas, Ana Caramelho (Kiwi Atlantico Louriña), sétima, a 26 segundos, e Mariana Líbano, 13.ª, a 30 segundos.

“Hoje senti-me bem, numa etapa em que a Massi Tactic controlou. Pela nossa parte conseguimos responder da melhor forma, trabalhando muito bem como equipa. Foi uma chegada muito rápida e não consegui melhor do que o quarto lugar. Agora vêm os dias mais duros e o objetivo continua a ser a camisola amarela”, revela a ambiciosa Vera Vilaça.

A classificação da juventude não sofreu alterações, mantendo-se encimada pela francesa Margaux Martinez (Abadie le Boulou), com um segundo de vantagem sobre Mariana Líbano. Por equipas manda a Massi Tactic.

A segunda etapa disputa-se neste sábado, levando as corredoras de Monte Redondo, em Leiria (12h45), até Ourém (15h00), por um traçado de 78,1 quilómetros, que tem na subida de Reguengo, a 22,5 quilómetros da meta, um dos pontos fulcrais. As metas volantes em Maceira e em Fátima, também poderão ter relevância, devido às bonificações em jogo.

“Vamos tentar manter a camisola amarela nos próximos dias. Gosto de subidas curtas e inclinadas. Por isso, acho que o percurso das próximas etapas adapta-se realmente às minhas caraterísticas, mas temos uma equipa muito boa, com excelentes trepadoras. Por isso, confio que consigamos continuar a fazer uma boa corrida”, avança Nathalie Eklund.

MireiaBenito NathalieEklund MargauxMartinez
 

 

Nathalie Eklund triunfa com autoridade no prólogo

Relacionado

Nathalie Eklund triunfa com autoridade no prólogo

Tudo a postos para a segunda Volta a Portugal Feminina Cofidis

Relacionado

Tudo a postos para a segunda Volta a Portugal Feminina Cofidis

Calendário nacional de estrada 2022

Relacionado

Calendário nacional de estrada 2022

Documentário sobre ciclismo feminino está de regresso

Relacionado

Documentário sobre ciclismo feminino está de regresso

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Relacionado

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Nossos destaques