comitium

Grandes Voltas: estas serão as principais figuras do Giro, Tour e Vuelta 2021

Pouco a pouco, os mais destacados ciclistas do pelotão têm revelado os seus calendários para este ano. Estas são as figuras de cartaz que as equipas poderão apresentar para as três grandes voltas por etapas.

Revista Ciclismo a fundo e Carla Ribeiro

Grandes Voltas: estas serão as principais figuras do Giro, Tour e Vuelta 2021
Grandes Voltas: estas serão as principais figuras do Giro, Tour e Vuelta 2021

Num panorama de grande incerteza por causa da pandemia que não cessa, fazer planos a médio e longo prazo, não deixa de ser arriscado. Apesar disso, quase todas as equipas do World Tour anunciaram o calendário dos seus principais ciclistas. A última a fazê-lo foi a Ineos Grenadiers pelo que podemos fazer agora uma antevisão das principais estrelas que irão brilhar no Giro, Tour e Vuelta.

O Giro de Itália (8 a 30 de Maio) apresentará uma participação muito superior à dos últimos anos e terá ciclistas como Bernal, Nibali, Pinot e Evenepoel a lutar pela camisola rosa. O Tour de França (26 de Junho a 18 de Julho) reunirá boa parte dos melhores ciclistas do mundo com Pogacar, Roglic, Froome e Thomas na frente, embora ainda falte saber se Egan Bernal ou Romain Bardet estarão presentes. Finalmente a Volta a Espanha (14 de Agosto a 5 de Setembro), com ainda alguma incerteza, anunciou que não terá o seu actual campeão, Primoz Roglic mas sim o último vencedor do Tour, Tadej Pogacar.

Giro de Itália

Nos últimos anos, a Volta a Itália tem tido percursos mais ao jeito de trepadores e este ano vai apresentar um cartaz de luxo. A recuperação de Remco Evenpoel ainda está pendente e a sua presença seria a cereja no topo do bolo. A sua queda na Lombardia no passado mês de Agosto privou o jovem talento belga da Quick-Step de se estrear numa grande volta, algo que tinha planeado fazer em 2020 na corrida rosa. Não podendo ser nessa altura, foi proposto que ficasse para a edição deste ano. A sua participação ainda está no ar devido à recuperação da fractura pélvica que sofreu na altura embora já esteja autorizado a retomar os seus treinos.

Estrelas como Vincenzo Nibali e Thibaut Pinot já optaram pelo Giro em detrimento do Tour. Para o italiano talvez seja uma das suas últimas oportunidades de fazer algo grandioso numa corrida que ganhou duas vezes (2013 e 2016), pois está com 36 anos e termina este ano o seu contrato com a Trek-Segafredo. O francês renunciou ao Tour por um traçado que não o favorece e depois de uma má experiência em 2020: “quando vi o traçado do Tour, vi que não era adequado para mim este ano. (…) Pensei muito nesta decisão e vi que era o momento adequado para voltar a correr o Giro. Este ano será o meu maior objetivo. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para estar no Giro a cem por cento e alcançar o melhor resultado possível. É uma das corridas mais bonitas para tentar ganhar."

Do mesmo modo, o alemão Emmanuel Buchmann (BORA-Hangrohe, 4º no Tour de 2019) também aponta para a corrida rosa tal como Mikel Landa (que estará no Giro e no Tour) Simon Yates, Alexandr Vlasov, Dan Martin, ou Marc Soler que pela primeira vez será o único líder da Movistar para a geral nesta grande volta. Também o francês Romain Bardet (Team DSM) poderá estar a pensar no Giro (há vários anos que mostra vontade de se estrear na corrida italiana), embora ainda não tenha tomado nenhuma decisão sobre isso e é dos poucos ciclistas de renome que ainda não anunciou o seu calendário para 2021.

A confirmação de que Egan Bernal estará no Giro – acompanhado por Daniel Felipe Martínez, Pavel Sivakov e Filippo Ganna – é mais uma prova de que a corsa rosa terá um pelotão de ciclistas de luxo, que contará como principais velocistas Caleb Ewan, Fernando Gaviria, Elia Viviani e Peter Sagan.

Ciclistas em destaque confirmados para o Giro: Egan Bernal, Daniel Felipe Martínez, Pavel Sivakov e Filippo Ganna (INEOS Grenadiers), Vincenzo Nibali, Giulio Ciccone e Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), Remco Evenepoel - condicionado à evolução da sua recuperação - e Fausto Masnada (Deceuninck-Quick Step), Simon Yates (Team BikeExchange), Emanuel Buchmann e Peter Sagan (BORA-hansgrohe), Mikel Landa e Pello Bilbao (Bahrain-Victorious), Dan Martin (Israel Start-Up Nation), Marc Soler (Movistar), Alexandr Vlasov (Astana), George Bennett (Jumbo-Visma), Davide Formolo e Fernando Gaviria (UAE Team Emirates), Domenico Pozzovivo e Giacomo Nizzolo (Qhubeka Assos), Thomas de Gendt e Caleb Ewan (Lotto Soudal), Elia Viviani (Cofidis)...

Tour de France

Apesar do percurso ter assustado alguns trepadores por ter mais quilómetros de contrarrelógio que os anos anteriores (58 km), e a proximidade com o evento olímpico, o Tour é sempre o Tour, a prova de ciclismo por etapas mais importante do mundo, por isso, a lista de participantes é sempre do mais alto nível.

A mais de quatro meses do início da Grande Boucle, o esloveno Tadej Pogacar, atual campeão, e Primoz Roglic, vice-campeão, aparecem como os favoritos para relançar o duelo emocionante que tiveram no ano passado.

A juntar a estes, está já confirmada a presença um conjunto de ilustres ciclistas a começar por Chris Froome, que na liderança da sua nova equipa, a Israel Start-Up Nation, tentará a façanha de conseguir a sua quinta vitória no Tour. Além disso, o trio da Ineos com Geraint Thomas, Richard Carapaz e Tao Geoghegan Hart (sem descartar a eventual presença de Egan Bernal, em função de como acabar o Giro), Jakob Fuglsang, Mikel Landa, Vincenzo Nibali, Steven Kruijswijk , Wilco Kelderman, David Gaudu, Guillaume Martin, Julian Alaphilippe, Nairo Quintana e os ciclistas Movistar Enric Mas e Miguel Ángel López lutarão pelos lugares de honra da corrida francesa, que também contará com outros ciclistas de renome como Marc Hirschi (a trabalhar para Pogacar), Wout van Aert (apoio para Roglic) ou Mathieu Van der Poel que já anunciou que o seu principal objectivo é o título olímpico pelo que poderá retirar-se do Tour antes deste terminar. O francês Romain Bardet ainda não confirmou a sua presença, mas o mais lógico é que dispute a grande prova do seu país.

E quanto a sprinters? Será do mais alto nível com a presença confirmada de quase todos os melhores do pelotão: Arnaud Démare, Sam Bennett, Caleb Ewan, Pascal Ackermann, Peter Sagan, Alexander Kristoff, Elia Viviani…

Ciclistas em destaque confirmados para o Tour: Tadej Pogačar, Marc Hirschi, Rafal Majka e Davide Formolo (UAE Team Emirates), Primož Roglič, Steven Kruijswijk e Wout van Aert (Jumbo-Visma), Chris Froome, Dan Martin e Michael Woods (Israel Start-Up Nation), Enric Mas e Miguel Ángel López (Movistar Team), Vincenzo Nibali, Bauke Mollema e Mads Pedersen (Trek-Segafredo), Jakob Fuglsang, Ion Izagirre e Alexey Lutsenko (Astana-Premier Tech), Mikel Landa, Wout Poels e Pello Bilbao (Bahrain-Victorious), Wilco Kelderman, Pascal Ackermann e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), Julian Alaphilippe e Sam Bennett (Deceuninck-QuickStep), Rigoberto Urán, Sergio Higuita e Hugh Carthy (EF Education-Nippo) David Gaudu e Arnaud Démare (Groupama-FDJ), Guillaume Martín e Elia Viviani (Cofidis), Philippe Gilbert e Caleb Ewan (Lotto Soudal), Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), Nairo Quintana e Warren Barguil (Arkéa-Samsic)..

Volta a Espanha

Ao ser a última das grandes voltas do calendário, a definição dos seus participantes ainda está um pouco no ar já que a presença de muitos deles depende de como evoluírem as respectivas temporadas de cada um, em especial, as participações no Giro e/ou no Tour.

Dos nomes que já confirmaram a sua presença, destaca-se sobretudo a do vencedor do Tour Tadej Pogacar (3º na Vuelta em 2019), que prevê fazer o Tour e a Vuelta e será escoltado por Rafal Majka, David de la Cruz e Matteo Trentin. Quem não disputará a edição de 2021 da prova espanhola será o vencedor das duas últimas edições, Primoz Roglic, que este ano apenas estará numa grande volta que será o Tour. Steven Kruijswijk e Sepp Kuss irão liderar a Jumbo-Visma.

A Movistar estará presente com quase todo o seu arsenal: Enric Mas, Miguel Ángel López e Alejando Valverde, com a presença de Marc Soler ainda indefinida. Adam Yates, João Almeida, Rigoberto Urán, Giulio Ciccone, Felix Grossschartner, Thomas de Gendt e Caleb Ewan (que em princípio correrá as três grandes esta temporada), são outros ciclistas importantes cuja presença é esperada na linha de partida em Burgos a 14 de Agosto. Certamente que esta lista de nomes crescerá em qualidade e quantidade. Hoje, 11 de Fevereiro, é oficialmente apresentado o percurso da Volta à Espanha.

Ciclistas em destaque confirmados para a Vuelta: Tadej Pogačar, Rafal Majka, David de la Cruz e Matteo Trentin (UAE Team Emirates), Enric Mas, Miguel Angel López e Alejandro Valverde (Movistar), Steven Kruijswijk, Sepp Kuss e Antwan Tolhoek (Jumbo-Visma), Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), João Almeida e Fausto Masnada (Deceuninck-Quick Step), Adam Yates e Thomas Pidcock (INEOS grenadiers), Felix Grossschartner (BORA-hansgrohe), Rigoberto Urán (EF Education-Nippo), Luis León Sánchez (Astana Premier Tech), Caleb Ewan e Thomas de Gendt (Lotto Soudal)...

Volta a Itália 2021: já foi revelado o percurso

Relacionado

Volta a Itália 2021: já foi revelado o percurso

Percurso da Volta a Espanha 2021 já é conhecido

Relacionado

Percurso da Volta a Espanha 2021 já é conhecido

Partida da Volta a França de 2023 será em Bilbao

Relacionado

Partida da Volta a França de 2023 será em Bilbao

Jonas Vingegaard vai substituir Dumoulin no Tour

Relacionado

Jonas Vingegaard vai substituir Dumoulin no Tour

Os melhores videos