comitium

Eklund confirmou favoritismo na segunda etapa da Volta a Portugal feminina

A segunda etapa em linha da Volta a Portugal Feminina Cofidis, disputada entre Monte Redondo e Ourém, confirmou a superioridade da sueca Nathalie Eklund (Massi Tactic), que venceu novamente. A portuguesa Vera Vilaça (Velo Performance/JS Campinense) voltou a ser a melhor lusa em prova (foi quarta classificada).

José Carlos Gomes

Eklund confirmou favoritismo na segunda etapa da Volta a Portugal feminina
Eklund confirmou favoritismo na segunda etapa da Volta a Portugal feminina

Os 78,1 quilómetros começaram na localidade leiriense de Monte Redondo e ficaram marcados por um início sem grandes subidas, mas endurecido pelo vento, que foi provocando “cortes” no pelotão. Ainda assim foi um grupo numeroso que chegou na frente à única montanha do dia, a subida para o alto do Reguengo, a 22,5 quilómetros da chegada.

Na subida de segunda categoria, as ciclistas da Massi Tactic endureceram o ritmo e formou-se um grupo com apenas sete corredoras, entre as quais Vera Vilaça. A portuguesa ainda desferiu um ataque na passagem pela meta volante de Fátima, apanhando desprevenida Nathalie Eklund, que ficou para trás.

Só que a nórdica, com o auxílio de uma colega de equipa, teve capacidade para reentrar na frente da corrida, a quatro quilómetros da meta. No empedrado de Ourém, a corredora que veste a Camisola Amarela Jogos Santa Casa desde o prólogo voltou a impor-se, ganhando a etapa ao fim de 2h03m13 de corrida. Com o mesmo tempo, e por esta ordem, chegaram Mireia Benito (Massi Tactic), Haether Mayer (Team LDN/Brother UK) e Vera Vilaça.

“Foi uma etapa mesmo muito dura, responsabilidade da minha equipa, que fez um grande trabalho para endurecer a corrida. Também eu sofri bastante e cometi um erro, antes da última meta volante. Fiquei na parte de trás do grupo e perdi o contacto com a frente da corrida. Felizmente, tive a ajuda de uma companheira para regressar à frente da corrida e depois ganhei o sprint”, descreve a sueca que domina a competição.

Nathalie Eklund mantém segura a Camisola Amarela Jogos Santa Casa, com uma margem de 10 segundos para Mireia Benito e de 25 segundos para Heather Mayer. Vera Vilaça é a quarta classificada, a 27 segundos. Ana Caramelho (Kiwi Atlantico Louriña) é a outra portuguesa no top 15, ocupando a 13.ª posição, a 1m18s da comandante.

“Foi uma etapa muito dura logo desde o início, devido ao vento lateral e ao ritmo forte. Quando chegámos à montanha o ritmo ficou ainda mais forte. Consegui responder aos ataques. Na segunda meta volante ainda fiz um ataque e consegui ficar num grupo restrito, mas a camisola amarela apanhou-nos. Hoje demonstrei que continuo na discussão da corrida com as melhores”, afirma Vera Vilaça.

O domínio da Massi Tactic é patente desde o arranque da competição e vai-se consolidando dia após dia. Hoje, a equipa espanhola, passou a comandar todas as classificações. Nathalie Eklund veste a Camisola Amarela Jogos Santa Casa, Mireia Benito é dona da Camisola Vermelha Cofidis, dos pontos, e da Camisola Azul IPDJ, da montanha, Mireia Trías passou a envergar a Camisola Branca Médis, de melhor jovem, e por equipas manda também o bloco espanhol.

As adversárias dispõem apenas de mais um dia para tentarem inverter a situação. A terceira e última etapa corre-se neste domingo. Partiu de Aveiro, às 12h15, para terminar, depois de percorridos 104,7 quilómetros, à terceira passagem pela meta, instalada no Pavilhão dos Desportos. A fase final da etapa permitirá testar em competição o percurso que, nos dias 9 e 10 de julho, irá receber as provas de fundo do Campeonato da Europa de Sub-23 e Sub-19.

MireiaBenito MireiaTrias NathalieEklund cópia
 

 

Nathalie Eklund soma e segue na Volta a Portugal feminina

Relacionado

Nathalie Eklund soma e segue na Volta a Portugal feminina

Nathalie Eklund triunfa com autoridade no prólogo

Relacionado

Nathalie Eklund triunfa com autoridade no prólogo

Documentário sobre ciclismo feminino está de regresso

Relacionado

Documentário sobre ciclismo feminino está de regresso

Eurosport e GCN vão transmitir mais ciclismo feminino

Relacionado

Eurosport e GCN vão transmitir mais ciclismo feminino

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Relacionado

Edição nº9 da revista CICLISMO A FUNDO já disponível

Nossos destaques