comitium

António Morgado venceu a prova inaugural da Taça de Portugal de Juniores em ciclismo

O pelotão de juniores iniciou a época com o Circuito CAR Anadia, prova pontuável para a Taça de Portugal Júnior. António Morgado não deu hipótese aos seus adversários e venceu com autoridade.

António Morgado vence a solo em Anadia
António Morgado vence a solo em Anadia

Após ser dada a partida, às 14h30, os 131 corredores em prova tinham pela frente cinco voltas ao Circuito CAR Anadia, de forma a completarem 98,8 quilómetros.

Até à última passagem pela meta, antes da derradeira chegada, assistiram-se a várias movimentações, mas todas elas sem sucesso. A partir dos 55 quilómetros de prova foi a equipa da Bairrada a liderar o pelotão, sem permitir que qualquer ataque se estabelecesse.

Ao quilómetro 78, Lucas Lopes (Póvoa de Varzim/CDC Navais) e António Morgado (Bairrada) lançaram-se do pelotão, chegando a manter uma distância de 1m50s. Entretanto, Gonçalo Tavares (Bairrada) colocou-se em posição intermédia, acabando, pouco depois por ser absorvido pelo pelotão.

Não tardou até que António Morgado descartasse a companhia de Lucas Lopes, aproveitando uma subida ainda a cerca de 20km do final, logo após a 4ª passagem pela meta, para lançar o ataque. O corredor da Bairrada chegaria a solo ao quilómetro 98,8 da prova, garantindo assim a vitória.

Lucas Lopes cortou a meta com mais 1m15s do que Morgado, garantindo assim o segundo lugar nesta 1ª Taça de Portugal Júnior. O pelotão só chegou após 2m40s e foi Diogo Pinto (Academia Joaquim Agostinho/CYR/UDO) que, ao sprint, bateu a concorrência para garantir a terceira posição.

Taça de Portugal de Paraciclismo arrancou em Anadia

Neste domingo, assinalou-se o início da Taça de Portugal de Paraciclismo Jogos Santa Casa, com um contrarrelógio individual de 20,8 quilómetros no Circuito CAR Anadia, em Sangalhos.

A primeira prova pontuável para a Taça de Portugal de Paraciclismo Jogos Santa Casa, contou com a participação de 23 atletas, de 10 categorias distintas.

A categoria que juntou mais participantes foi a C5, com Hélder Maximino (360ºBike Trail/Mundimat/CCA Paio Pires) a destacar-se entre os cinco paraciclistas, com um tempo de 32m46s. Manuel Ferreira (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel), foi segundo, diante de Miguel Pacheco (Individual), que fechou em terceiro.

Bernardo Vieira foi o único corredor presente em C1, Telmo Pinão (EFAPEL PARACYCLING) foi o melhor C2 e Paulo Teixeira (Rodabike/ACRG/Gondomar) foi também o único a competir em C3.

Em C4 participaram quatro corredores, com João Monteiro (Mozinho RT Martos Pellets Oforsep) a conseguir o melhor tempo, em 33m39s, na frente de Ângelo Correia (Clube Ciclismo Amaro Antunes), que terminou com um tempo de 36m06s. Ana Ramos foi a única corredora feminina a competir nesta categoria.

Na categoria de H3, João Pinto (Belmira Cruz/Centro de Ciclismo Portimão/Mir) foi quem levou a melhor e João Marques (ACD Milharado/DriveonHolidays/Mafra) conquistou a vitória na categoria D.

Em H4 esteve em destaque Flávio Pacheco (Santa Cruz/Botelhos.pt), com a atleta Filomena Oliveira (Individual) a representar o setor feminino. Já em H5, Luís Costa (Individual), foi o único participante.

Na estreia da categoria B, e a juntarem-se às outras duas atletas femininas em prova, estiveram Ana Silva e Isabel Caetano (Descobre Destreza Associação Desportiva).

A segunda prova pontuável para Taça de Portugal de Paraciclismo realiza-se a 16 de maio, em Loulé.

 

 

Arquivado em:

Mário Costa ganhou a etapa inaugural da Taça de Portugal de XCO 2021

Relacionado

Taça de XCO: Mário Costa e Raquel Queirós dominam em Melgaço

Ana Santos ganhou em Espanha

Relacionado

Ana Santos ganhou em Espanha na Taça Catalã de XCO

O que diferencia as mulheres dos homens no que ao ciclismo diz respeito

Relacionado

O que diferencia as mulheres dos homens no que ao ciclismo diz respeito?

Bicicleta de estrada do ano 2021

Relacionado

Specialized S-Works Tarmac SL7 é a Bicicleta de Estrada do ano em Portugal

Os melhores videos