UAE Tour: Pogacar bateu Adam Yates em Jebel Hafeet e reforçou a liderança

Apesar das tentativas do britânico, o esloveno acabou por conseguiu seguir ao seu ritmo e atacou na parte final, deixando a corrida praticamente sentenciada. João Almeida tentou juntar-se a esta dupla, mas não teve um dia fácil.
Fernando Belda -
UAE Tour: Pogacar bateu Adam Yates em Jebel Hafeet e reforçou a liderança
UAE Tour: Pogacar bateu Adam Yates em Jebel Hafeet e reforçou a liderança

Como anunciámos ontem, a subida de Jebel Haffet seria decisiva... e assim foi! Voltámos a assistir ao duelo (tal como em 2020) entre Adam Yates e Tadej Pogacar, mas desta vez o resultado foi totalmente diferente. Se em 2020 - na primeira das duas vezes que este topo foi subido - o britânico bateu o esloveno por um minuto deixando a corrida praticamente sentenciada, desta vez foi o vigente vencedor do Tour que deu um murro na mesa, ganhando a etapa e reforçando a liderança da prova.

Após um trabalho exemplar dos seus colegas da Ineos Grenadiers, Adam Yates tentou várias vezes seguir em solitário nesta subida clássica do Tour dos Emirados Árabes Unidos (uma subida de 10,8 km com 5,4% de média e com vários quilómetros acima dos 7 ou 8%), mas não conseguiu deixar para trás Pogacar. Aliás, o esloveno foi muito inteligente ao ler a corrida, mantendo-se sempre com Yates, tendo somente atacado a cerca de 300 metros da meta, sem sequer ser preciso levantar-se da bicicleta. Deste modo, alcançou a sua primeira vitória da temporada. Além disso, fruto das bonificações, ampliou a sua vantagem (43") face ao britânico. João Almeida, para nós o mais combativo, bem tentou juntar-se a esta dupla. Teve a iniciativa de tentar recolar ao duo, tendo levado na sua companhia ciclistas de grande valia como Buchmann, Higuita e Vanhoucke. Lembramos que João Almeida não é um puro trepador, mas tal como na Volta a Itália do ano passado, demonstra que se sabe defender bem em qualquer terreno. Almeida ficou a 1´03.

O pódio do UAE Tour está praticamente definido, apesar de ainda faltarem quatro etapas para o final. Apenas uma dessas quatro, a de sexta feira, com final em Jebel Jais, poderá mexer na classificação. Inclui uma subida menos seletiva do que a de hoje, mas basta um dia mau de algum dos que está no top 3 (ou um caso de Covid) para haver uma revolução drástica na classificação.

FILME DA ETAPA

A Ineos Grenadiers começou com as hostilidades a cerca de 6 km do final, "rebentando" a corrida e colocando todos em alerta vermelho. Foi nessa altura que Iván Sosa e Daniel Felipe Martínez, após receberem indicações do carro do diretor da equipa, impuseram um ritmo diabólico que fraccionou o grupo principal, composto por cerca de 30 ciclistas e que nessa altura perdia elementos de renome como Lutsenko, Valverde, Froome (claramente longe da sua melhor forma), Masnada... Sepp Kuss contra-atacou e na sua roda apenas seguiram Pogacar e Yates.

Posteriormente, Yates acelerou, eliminado Kuss da frente da corrida, ficando num "mano a mano" com Pogacar. Yates e Pogacar são claramente os ciclistas mais fortes da corrida e nos 4 km finais decidiram entre si a vitória. Yates tentou fugir algumas vezes, mas Pogacar conseguiu sempre manter-se colado a ele. Mais atrás, João Almeida encabeçava o grupo perseguidor com Kuss, Powless, Higuita, Harper, Vanhoucke, Buchmann... A vantagem continuava a aumentar até chegar aos 48". Pogacar atacou nos metros finais, ganhando a etapa e bonificando.

Antes da subida a Jebel Hafeet, a etapa foi protagonizada por uma longa fuga de Tony Galopin (AG2R Citroen) e Thomas de Gendt (Lotto Soudal), os quais chegaram a ter mais de seis minutos de vantagem, mas foram apanhados nas primeiras rampas da subida.

CLASSIFICAÇÃO DA ETAPA

UAE Tour: Pogacar bateu Adam Yates em Jebel Hafeet e reforçou a liderança

CLASSIFICAÇÃO GERAL

UAE Tour: Pogacar bateu Adam Yates em Jebel Hafeet e reforçou a liderança