comitium

Efapel esteve em destaque perante comitiva de luxo no GP Miguel Induráin

A equipa lusa foi uma das protagonistas na 22ª edição do Grande Prémio Miguel Induráin, perante um pelotão de luxo.

Revista Ciclismo a fundo

Efapel esteve em destaque perante comitiva de luxo no GP Miguel Induráin
Efapel esteve em destaque perante comitiva de luxo no GP Miguel Induráin

A equipa EFAPEL estreou-se esta temporada em Navarra, no norte de Espanha, numa clássica do escalão Pro Series. A equipa que agora está sedeada em Águeda apresentou-se com um plantel renovado, onde a conjugação entre experiência e juventude mostrou bons resultados. António Carvalho protagonizou a primeira fuga do dia, juntamente com cinco corredores. Carvalho esteve mais de 100 km na frente da corrida até ser alcançado a 71 km da linha da meta.

Com a Movistar Team ao comando das operações, a equipa lusa não teve vida fácil, mas a verdade é que os pupilos de Rúben Pereira ainda estiveram prestes a conseguir entrar na segunda fuga do dia, através de Mauricio Moreira. Frederico Figueiredo também se mostrou muito combativo e foi já no final, na penúltima subida, que chegou à frente do pelotão, o que lhe garantiu o 30.º lugar da Geral, tendo sido o primeiro corredor da equipa a cruzar a meta.

Efapel esteve em destaque perante comitiva de luxo no GP Miguel Induráin

 

Alejandro Valverde (Movistar Team) impôs-se em solitário, sagrando-se vencedor desta competição, título que conquista pela terceira vez.

“Conseguimos cumprir o objetivo que estava estipulado de entrar na fuga do dia e depois o Frederico tentar fazer o melhor lugar possível na corrida", explicou António Carvalho. “Entrámos na fuga graças à entreajuda de todos. Mesmo sem ritmo competitivo e num pelotão com tanta qualidade acabámos por fazer uma grande corrida e acima de tudo com uma equipa quase toda renovada, o que mostra como já temos muita ligação e isso é o mais importante para o futuro", concluiu o corredor.

Já Frederico Figueiredo falou sobre a importância de “começar a correr", sublinhando que a equipa “esteve muito bem ao longo da prova, sempre a tentar colocar corredores na fuga. Entrou o António Carvalho e foi muito importante. Com uma corrida deste nível percebemos como estávamos e estivemos bem. Tentei também finalizar entre os melhores, mas a diferença de ritmo entre o World Tour e nós é enorme, já levam muitos dias e nós começámos agora. Mas para a semana entramos no calendário português e com este grupo estamos bem e vamos ter coisas boas no futuro", garantiu.

“Foi uma corrida rápida desde o quilómetro zero, com várias equipas a querer entrar na fuga, que era também um dos nossos objetivos, cumprido com o Carvalho e todo o grupo que esteve focado nessa missão", disse Rúben Pereira, diretor desportivo da EFAPEL. A equipa tentou a “segunda fuga, mas não conseguiu. Todos estiveram bem e o Frederico finalizou entre os melhores. É uma participação muito positiva e com este nível não se podia pedir mais".

CLASSIFICAÇÕES:

  • 1.º Alejandro Valverde (Movistar Team), 05h10m47s
  • 30.º Frederico Figueiredo (EFAPEL), a 01m18s
  • 57.º Mauricio Moreira (EFAPEL), a 15m17s
  • DNF António Carvalho (EFAPEL)
  • DNF Luís Mendonça (EFAPEL)
  • DNF Rafael Reis (EFAPEL)
  • DNF Fábio Costa (EFAPEL)
  • DNF André Domingues (EFAPEL)

CLASSIFICAÇÃO SPRINTS ESPECIAIS

  • 2.º António Carvalho (EFAPEL) – Puente La Reina
  • 2.º António Carvalho (EFAPEL) – Arroniz

Arquivado em:

Os melhores videos