comitium

Francisco Campos triunfa em Águeda no 5.º Grande Prémio ANICOLOR

Francisco Campos (W52-FC Porto) venceu este domingo ao sprint a 5.ª edição do Grande Prémio ANICOLOR, após 164,4 km que ligaram Fermentelos a Águeda.

Francisco Campos triunfa em Águeda no 5.º Grande Prémio ANICOLOR
Francisco Campos triunfa em Águeda no 5.º Grande Prémio ANICOLOR

A corrida ficou marcada por movimentações constantes e teve duas fases decisivas. Nos primeiros 100 km de prova foram várias as tentativas de fuga, sem que nenhuma tivesse sucesso.

Daqui resultaria, contudo, a redução do pelotão principal para menos de metade dos elementos, o que começaria a desenhar o desfecho da corrida. A segunda fase aconteceu quando surgiram os quatro Prémios de Montanha, situados nos últimos 40 km, momento onde se deram os principais ataques.

Das 16 equipas em prova, foi a Rádio Popular-Boavista que mais se destacou, através dos atletas Afonso Silva e Gonçalo Carvalho, o que valeu a este último a atribuição do Prémio de Combatividade, com direito a subida ao pódio para envergar a Camisola Laranja ASD. A última das contagens de montanha estava a 10 km da meta e foi aqui que Gonçalo Carvalho entrou isolado. Mas foi surpreendido por um grupo de cinco corredores que o perseguiram durante cerca de 20 km, não resistindo o boavisteiro, acabando por ser alcançado.

A corrida, que em virtude da pandemia não se realizou no ano passado, seria decidida numa luta a três, onde Francisco Campos tirou proveito das suas qualidades de sprinter para levantar os braços pela segunda vez em Águeda, sendo que em 2019 foi ele o vencedor da 4.ª edição da prova. Rafael Silva, outro reconhecido sprinter do pelotão luso, sucedeu-o, terminando com o mesmo tempo. O 3.º a cruzar o risco da meta foi Tiago Antunes, que não sendo sprinter esteve à altura dos velocistas. O 4.º posto pertenceu ao Sub-23 André Domingues (EFAPEL), feito que lhe trouxe a Camisola Branca, da Juventude, ao ser o melhor na sua categoria, subindo de novo ao pódio para ser coroado “Rei dos Trepadores”, por ter vencido a Classificação da Montanha.

Miguel Salgueiro (LA Alumínios-LA Sport) conquistou a Geral dos Pontos Quentes, enquanto Luís Mendonça (EFAPEL) venceu a Geral das Metas Volantes. O triunfo por Equipas pertenceu à W52-FC Porto. Para a organização, a cargo do Sporting Clube de Fermentelos, foi uma satisfação imensa voltar a ter a prova na estrada, “tendo tudo corrido conforme previsto, sem quedas, sem percalços e com o cumprimento de todas as normas exigidas pelas autoridades de Saúde. Estamos certos que contribuímos para um belo dia de ciclismo, com a esperança de que a edição que se segue chegue ainda mais forte”, rematou Fernando Sampaio, diretor da prova e presidente do Sporting Clube de Fermentelos.

Arquivado em:

Francisco Campos ganhou primeira edição da Rota da Filigrana

Relacionado

Francisco Campos ganhou primeira edição da Rota da Filigrana

Tour de l´Espoir: Francisco Campos segundo classificado na quarta etapa

Relacionado

Tour de l´Espoir: Francisco Campos segundo classificado na quarta etapa

Ciclismo: David Rodrigues e Francisco Campos conquistam Taça de Portugal

Relacionado

Ciclismo: David Rodrigues e Francisco Campos conquistam Taça de Portugal

Os melhores videos