comitium

BORA-hansgrohe confirma que Buchmann estará na Volta a França

Após o seu abandono no Giro devido a uma queda, o alemão já recuperou e estará na Volta a França, embora o líder da equipa para a geral será Wilco Kelderman.

BORA-hansgrohe confirma que Buchmann estará na Volta a França
BORA-hansgrohe confirma que Buchmann estará na Volta a França

Uma queda massiva na 15ª etapa da Volta a Itália fez com que Emanuel Buchmann tivesse de ir para casa mais cedo, quando estava em sexto lugar na classificação geral. Após algumas semanas de incerteza, devido às sequelas da queda, sobretudo devido às dores no joelho, a equipa já confirmou que Buchmann estará na Volta a França, mas não será - pelo menos à partida - o líder.

A liderança estará a cargo de Wilco Kelderman, 3º no Giro de 2020 e 4º no passado Criterium du Dauphiné. A decisão foi tomada pela equipa alemã durante um estágio que está a decorrer em Livigno, na Lombardia (Itália). 

Embora o oito oficial da Bora-hansgrohe para o Tour não seja oficial, é provável que seja composto por Buchmann (4º no Tour de 2019), Wilco Kelderman, Peter Sagan, Nils Politt, Patrick Konrad, Pascal Ackermamm e Marcus Burghardt, faltando apenas saber qual será o oitavo elemento. 

"O meu acidente no Giro foi muito amargo. Estava em muito boa forma e estou convencido de que podería ter feito um grande resultado. A motivação voltou bastante rápido e por isso fui ao estágio na semana passada para ver como estava em termos físicos. O meu joelho doía-me na altura, mas agora está tudo bem. Sinto-me bem, mas não sei se estarei na melhor forma no Tour. Não consegui treinar durante vários meses como fiz para o Giro. Por isso, não vou apontar baterias para a classificação geral. Quero enfrentar o Tour dia a dia sem pressão, arriscando e correndo ofensivamente. Isso não significa necessariamente que a classificação geral esteja descartada logo desde o início, mas com o Wilco temos um líder que conseguiu preparar-se especificamente para esta prova. Ele será o líder e darei todo o meu apoio quando for necessário", explicou Emanuel Buchmann. 

Por seu lado, Ralph Denk, Diretor Geral da Bora-hansgrohe, manifestou a sua satisfação pela presença de Buchmann no Tour: "Estou muito feliz por ver o Emanuel no Tour. Preferia que ele tivesse estado no pódio em Milão, mas infelizmente não foi possível. Pelo segundo ano consecutivo teve de despedir-se num momento alto da sua forma física, após ter trabalhado meses para chegar em muito bom nível. Isto é bastante difícil e respeito muito a forma como geriu toda esta situação, e agora está a preparar-se para enfrentar novamente o Tour".  

Além disso, Denk confirmou a liderança de Kelderman no Tour: "Obviamente o Wilco é o nosso líder. Depois de alguns contratempos durante a Primavera, a sua preparação correu muito bem durante as últimas semanas, e no Dauphiné ficou claro que pode estar à altura. Terá o nosso apoio a 100%. O Emu terá liberdade, mas também temos de ser realistas: o percurso do Tour não é ideal para ele, além de que abandonou o Giro lesionado. Portanto, a classificação geral, na minha perspetiva, tem um papel secundário. Teremos de ver qual vai ser o momento certo para mostrar as suas capacidades na montanha. Se a sua forma for a correta, gostaria de vê-lo a atacar e a arriscar. Gostava de mostrar aos fãs alemães um estilo ofensivo e atrativo"

Arquivado em:

Vários ciclistas da Bora-Hansgrohe foram atropelados enquanto treinavam em Itália

Relacionado

Vários ciclistas da Bora-Hansgrohe foram atropelados enquanto treinavam em Itália

BORA-hansgrohe contrata Wilco Kelderman e o betetista Ben Zwiehoff

Relacionado

BORA-hansgrohe contrata Wilco Kelderman e o betetista Ben Zwiehoff

João Almeida é o primeiro português a acabar o Giro duas vezes no Top-10

Relacionado

João Almeida é o primeiro português a acabar o Giro duas vezes no Top-10

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Relacionado

Revista Ciclismo a fundo nº7 já nas bancas

Os melhores videos