Miranda Factory Team com resultado histórico na Suíça

O Enduro World Series 2020 não podia ter começado da melhor forma para a formação portuguesa Miranda Factory Team. A equipa garantiu a primeira vitória na história da competição no segmento E-Bike, tendo ainda garantido um 5º lugar individual no EWS, através de José Borges.
Revista BIKE / Evo-Press -
Miranda Factory Team com resultado histórico na Suíça
Miranda Factory Team com resultado histórico na Suíça

A icónica montanha de Matterhorn recebeu no passado fim-desemana a caravana mundial, para a disputa da primeira jornada do EWS e também EWS-E 2020. No que toca às bikes elétricas, a Miranda Factory Team, fez alinhar José Borges, Emanuel Pombo, Tiago Ladeira e Maaris Meier. José Borges, que se estreou esta temporada nas e-bikes, tem tido uma excelente habituação e em Zermatt conseguiu subir ao lugar mais baixo do pódio. “Sei que preciso de rolar mais com a bike. As sensações foram boas, estive sempre na luta pela vitória e sinto-me satisfeito por ter contribuído para este excelente resultado da equipa”.

Miranda Factory Team com resultado histórico na Suíça

Emanuel Pombo sentiu algumas dificuldades nas primeiras especiais, tendo cumprido uma corrida de trás para a frente. O madeirense viria a terminar a competição num honroso 4º lugar. “Depois de uma queda feia na 4ª especial, recuperei, tentei focar-me mais e consegui recuperar de 12º até ao 4º lugar. Vencer por equipas é uma prenda pelo trabalho árduo das ultimas três semanas de planeamentos e competições”. Ainda no setor masculino, Tiago Ladeira teve o azar a bater-lhe à porta. Depois de começar da melhor forma, o atleta sofreu duas quedas, não conseguindo ir além do 19º lugar. “Apesar de tudo estou feliz pela equipa. Não tive a sorte do meu lado, e paguei caro as duas quedas”.

Miranda Factory Team com resultado histórico na Suíça

Entre as Senhoras, Maaris Meier contribuiu da melhor forma para o resultado global da equipa, tendo sido 5ª classificada. No final, a estoniana comentou: “Tive um contratempo na partida e acabei por penalizar. Tentei focar-me e apesar de não estar contente com todas as pec´s, podemos dizer que correu bem”. Já no tradicional EWS, a formação portuguesa fez alinhar apenas dois atletas – José Borges na classe MEN e Tiago Ladeira na SUB21. Ao contrário da prova das e-bikes, esta competição ficou marcada por condições bastante adversas – chuva, neve, vento forte e as especiais bastante exigentes. José Borges viria a garantir o seu segundo melhor resultado de sempre nesta competição. O atleta português foi 5º classificado a menos de 5 segundos do pódio. “Foi um resultado inesperado, pois tive um esforço acrescido devido às e-bikes. Desci controlado e acabei por garantir um excelente resultado”. Na categoria SUB21, Tiago Ladeira conseguiu afastar o “fantasma de Matterhorn” e com duas especiais bastante controladas, viria a ser 6º classificado. Após garantir os primeiros pontos no EWS, Ladeira comentou: “Foi muito duro devido ao mau tempo. Em pleno Agosto apanhamos condições surreais. Tentei não cometer erros e descer controlado, garantido um ótimo resultado”.