UCI acredita que o Mundial de estrada se vai disputar na data prevista

Além disso, adotou uma série de medidas económicas para enfrentar as graves consequências desportivas e financeiras que o coronavírus está a causar no mundo do ciclismo e na própria Federação Internacional.
EFE. Foto: @aiglemartigny20 -
UCI acredita que o Mundial de estrada se vai disputar na data prevista
UCI acredita que o Mundial de estrada se vai disputar na data prevista

A União Ciclista Internacional (UCI) acredita que os Campeonatos do Mundo de Ciclismo de estrada que estão agendados para setembro (20 a 27) em Aigle-Martigny (Suíça) não correm perigo de serem cancelados ou adiados. Lembramos que devido à crise provocada pelo Coronavírus outros eventos como os Mundiais de BMX de Houston (Estados Unidos da América) e os Mundiais de BTT (Alemanha) tiveram de ser adiados pela UCI, mas a entidade Federativa acredita que não será o caso dos Mundiais de estrada. "A situação dos Campeonatos do Mundo de estrada da UCI de 2020 está a ser acompanhada de perto e acreditamos que estas provas estão a salvo das consequências do Covid 19 devido à data (20 a 27 de setembro)", explicou a organização num comunicado oficial.

Além disso, a UCI anunciou mais uma série de medidas económicas após a reunião extraordinária do seu Comité de Gestão para fazer frente às consequências desportivas e financeiras causadas pelos adiamentos e cancelamentos de provas que "conduziram lamentavelmente" a uma redução significativa das receitas.

"A UCI vai reembolsar todos os gastos de inscrição no calendário por parte dos organizadores das provas canceladas que se iriam celebrar no período restrito que referimos. Estas verbas representam uma parte importante das receitas da UCI. Esta iniciativa terá consequências nos resultados financeiros da UCI".

Também anunciou um plano económico que inclui a dispensa temporal de 130 funcionários, a redução de salário dos dirigentes e a revisão dos projetos e contratos com fornecedores deste ano e dos seguintes.