Nicholas Dlamini (NTT Pro Cycling) foi brutalmente agredido enquanto treinava na África do Sul

Funcionários do Parque Nacional de Table Mountain detiveram o ciclista e partiram-lhe um braço.
Carlos Pinto
Nicholas Dlamini (NTT Pro Cycling) foi brutalmente agredido enquanto treinava na África do Sul
Nicholas Dlamini (NTT Pro Cycling) foi brutalmente agredido enquanto treinava na África do Sul

A equipa NTT Pro Cycling confirmou que o ciclista Nicholas Dlamini **sofreu uma **fratura no braço depois de ser detido por funcionários do SANParks (organismo que gere a maioria dos Parques Naturais da África do Sul) em Silvermine, no Parque Nacional de Table Mountain, na passada sexta feira. Segundo vários meios de comunicação social locais, os funcionários solicitaram ao ciclista as autorizações necessárias para circular neste território, e por não os ter, este foi detido de forma selvagem. Depois do incidente, que foi gravado pelo telemóvel de um amigo de Dlamini, Nicholas foi levado ao Hospital False Bay onde foram realizadas radiografias que confirmaram uma fratura no braço esquerdo.

A NTT Pro Cycling solicitou ao SANParks explicações acerca desta ocorrência. Este é um revés enorme para o jovem ciclista que se encontrava na África do Sul a treinar como preparação para a época de 2020. Aos 24 anos, e depois de uma época 2019 em grande nível - estreou-se numa Grande Volta, mais precisamente na Volta a Espanha - espera-se que o seu protagonismo cresça já em 2020. Dlamini esteve recentemente em Tóquio a reconhecer o percurso dos Jogos Olímpicos.