Giant fecha 2019 com recorde de facturação

O maior fabricante do mundo anunciou que fechou o ano fiscal de 2019 com um novo recorde de facturação.
Carlos Pinto
Giant fecha 2019 com recorde de facturação
Giant fecha 2019 com recorde de facturação

Todos os especialistas referem que a pandemia, além de provocar uma crise sanitária global, implicará tempos conturbados a nível financeiro nos próximos tempos. A Giant chega a esta crise bem preparada para atravessar este ano muito difícl já que em 2019 teve uma facturação recorde.

O fabricante com sede em Taiwan teve um aumento de 5,3% em 2019, alcançando os 2,1 mil milhões de dólares, um valor recorde na empresa. A chave deste sucesso foi o crescimento na venda de bicicletas elétricas na Europa e uma recuperação de dois dígitos no mercado interno chinês.

"A Europa superou os restantes mercados com um crescimento de dois dígitos em comparação a 2018", referiu a empresa, que não revelou quantidades nem o preço médio de venda. Mas salientou que as vendas de bicicletas elétricas na Europa cresceram 40% em 2019.

A empresa adverte que fazer prognósticos para 2020 é muito difícil. "O vírus causou uma interrupção significativa no impulso de crescimento da economia global. A Ásia, a Europa e a América do Norte enfrentam a maior propagação da doença. As incertezas que rodeiam a economia global implicam muitos desafios, pelo que a Giant continuará a monitorizar o desenvolvimento da situação e, ao mesmo tempo, a adaptar medidas proactivas que minimizem o seu impacto na operação global da GIANT".

COMO ESTÁ A SITUAÇÃO DA GIANT NO NOSSO PAÍS

A Giant Ibérica anunciou esta semana através do seu diretor geral, Jose Casla, que houve uma queda nas vendas no mercado doméstico (Portugal/Espanha/Andorra) de 45% nos primeiros quatro meses de 2020.

Giant llega fecha 2019 com recorde de facturação

"Têm sido meses muito duros de confinamento. Tudo parou de forma inesperada no momento mais importante de vendas. De todas as formas, somos otimistas a curto prazo, já que nos últimos dias recebemos de forma surpreendente pedidos por parte dos nossos clientes, a maioria dos quais já estão abertos desde a semana passada. A médio prazo, as expetativas dependerão do ritmo de reativação da economia em geral, embora tenhamos algumas informações que nos permitem ser otimistas acerca do papel que a bicicleta vai desempenhar no seio da mobilidade sustentável neste cenário de "nova normalidade". Seria uma pena não aproveitar os progressos conseguidos em tão pouco tempo e por isso aproveito para reclamar a liderança das instituições públicas, pois é a elas que cabe, sem dúvida alguma, liderar esse caminho. Que ninguém duvide que a indústria da bicicleta estará sempre do seu lado.", referiu Jose Casla.

O responsável máximo da Giant Ibérica anunciou a doação de um euro por cada bicicleta Giant e LIV vendida até que a "humanidade encontre uma vacina que de facto combata este maldito vírus". “São momentos de solidariedade e de generosidade pelo que já entrei em contato com o CSIC (Centro Superior de Investigações Científicas) para instrumentalizar uma doação que pode implicar milhares de euros. Gostava também de incorporar a nossa rede de vendas, e porque não os utilizadores finais das nossas bicicletas", concluiu Casla.