Nacional de Ciclocrosse disputa-se em redor do velódromo e da pista de BMX de Anadia

O Campeonato Nacional de Ciclocrosse disputa-se no próximo domingo, no Centro de Alto Rendimento de Anadia, na freguesia de Sangalhos.
José Carlos Gomes -
Nacional de Ciclocrosse disputa-se em redor do velódromo e da pista de BMX de Anadia
Nacional de Ciclocrosse disputa-se em redor do velódromo e da pista de BMX de Anadia

Os corredores vão lutar pelos primeiros títulos de 2021 num circuito desenhado em redor do Velódromo Nacional e da Pista Olímpica de BMX. Cumprindo as determinações do estado de emergência, apenas poderão participar ciclistas da categoria absoluta UCI, nos setores masculino e feminino.

Estão inscritos mais de 30 atletas, em representação de 12 equipas. Estarão presentes coletivos de todo o país, entre os quais as formações profissionais Kelly-Simoldes-UDO, LA Alumínios-LA Sport e Tavfer-Measindot-Mortágua.

Entre os homens, a lista de inscritos provisória permite antever algum favoritismo de Mário Costa e Vítor Santos (Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde), Ricardo Marinheiro (Clube BTT Matosinhos), Miguel Salgueiro (LA Alumínios-LA Sport) e Pedro Miguel Lopes (Kelly-Simoldes-UDO). No entanto, tratando-se de um início de época sem competições prévias, as surpresas podem sempre apimentar a luta pelo pódio.

O mesmo fator surpresa pode ter um papel importante na corrida feminina, que tem em Rafaela Ramalho (Clube BTT Matosinhos), Joana Monteiro, Marta Branco (Axpo/FirstBike Team/Vila do Conde) e Ana Santos (X-Sauce Factory Team) os principais nomes numa lista de inscritos que poderá ainda ser alargada até às 24h00 de quarta-feira.

As corridas vão realizar-se na manhã de domingo. As femininas partem às 10h00 e os masculinos às 11h15.

Serão tomadas todas as medidas de segurança sanitária, incluindo a limitação da equipa técnica de cada equipa a um máximo de duas pessoas. O público não terá acesso ao circuito da competição.