Mais três medalhas de prata para Portugal no Europeu de pista

A Equipa Portugal conquistou hoje três medalhas de prata no Campeonato da Europa de Pista para Sub-23 em Juniores, que decorre em Fiorenzuola d’Arda, Itália.
Revista Ciclismo a fundo / José Carlos Gomes -
Mais três medalhas de prata para Portugal no Europeu de pista
Mais três medalhas de prata para Portugal no Europeu de pista

Maria Martins foi a primeira a subir ao pódio, numa acidentada corrida de eliminação para sub-23. A prova começou com uma queda, à qual escapou a corredora portuguesa, mas que obrigou a suspender a competição durante mais de hora e meia. No reatamento, assistiu-se a uma luta a 11, uma vez que duas das ciclistas vítimas de queda não alinharam.

A representante da Equipa Portugal fez as movimentações que ajudaram à seleção do pódio, cedendo apenas nos metros finais para a italiana Chiara Consonni, que revelou uma ponta final mais explosiva. Mylene de Zoete, dos Países Baixos, fechou o pódio.

Iuri Leitão entrou em pista logo de seguida para a prova de scratch para sub-23. Foi uma corrida marcada pela alta velocidade – 54,766 km/h de média ao longo das 35 voltas ao Velódromo Atillio Pavesi.

O corredor português fez uma gestão exemplar das energias, mantendo-se recolhido, no pelotão, ao longo de quase toda a prova. Deixou para os adversários a resposta aos inúmeros ataques, que não singraram, mas endureceram a corrida.

Iuri Leitão moveu-se já na fase do sprint pelo resultado final, acabando no segundo lugar – não conhece outra posição neste Europeu! -, atrás do polaco Bartosz Rudyk e diante do belga Tuur Dens.

Daniela Campos alinhou numa competitiva corrida por pontos júnior, destacando-se da concorrência, em conjunto com a belga Katrijn de Clercq e da holandesa Daniek Hengeveld. As três corredoras dominaram as ações no pelotão, pontuando na maioria dos dez sprints pontuáveis.

O trio foi para a derradeira volta, aquela em que os pontos são a dobrar, com um ponto a separar a primeira da terceira classificada. A última das 50 voltas foi, assim decisiva. Esteve melhor Katrijn de Clercq, que concluiu o concurso com 26 pontos, mais três do que Daniela Campos e mais cinco do que Daniek Hengeveld, que completaram o pódio.

Em quatro dias de competição no velódromo ao ar livre italiano, a Equipa Portugal soma sete medalhas, uma de ouro, cinco de prata e uma de bronze.

“Estamos focados nos fatores que, em cada corrida, conseguimos controlar. Não entramos em pista a pensar nas medalhas, mas a pensar em fazer o processo de forma competente. Os resultados que estamos a obter são mérito da qualidade dos nossos corredores e advêm do trabalho, muito e de qualidade, que fizemos em preparação para este Europeu”, explica o selecionador nacional, Gabriel Mendes.

O Campeonato da Europa termina nesta terça-feira. Os três portugueses vão competir nas provas de omnium, que se iniciam de manhã e terminam perto das 17h00.