Jogos Olímpicos de Tóquio adiados

A notícia já era esperada, mas teve de ser o Governo do Japão a pressionar o Comité Olímpico Internacional.
Carlos Pinto
Jogos Olímpicos de Tóquio adiados
Jogos Olímpicos de Tóquio adiados
PODE SER DO TEU INTERESSE

O Comité Olímpico Internacional (COI) e o Governo do Japão acordaram hoje o adiamento dos Jogos Olímpicos perante o impacto gerado pelo Coronavírus. Esta decisão surgiu em virtude de vários atletas olímpicos anunciarem não estar dispostos a correr riscos perante esta pandemia, Esta decisão foi comunicada pelo Primeiro Ministro do Japão, Shinzo Abe, e pelo Presidente do COI, Thomas Bach, após uma conversa telefónica que ambos tiveram. "O Japão, como país anfitrião, e com as circunstâncias atuais, propôs ao COI estudar a hipótese de adiar os Jogos Olímpicos por um ano, para que os atletas possam ter as melhores condições possíveis", salientou Abe em declarações aos jornalistas. "A proposta foi aceite, pelo que os Jogos realizar-se-ão no Verão de 2021", acrescentou.

Várias federações desportivas e comités olímpicos nacionais solicitaram nos últimos dias o adiamento do evento devido à extensão do Covid 19, salientando que era impossível os atletas treinarem adequadamente. No passado domingo o COI disse que iria começar a analisar a possibilidade de adiamento, mas fixou um prazo máximo de quatro semanas para tomar uma decisão final. Contudo, teve de ser o Governo do Japão a interferir e a antecipar esta decisão, pois sem apoio governamental os Jogos nunca poderiam prosseguir.

Os próximos meses serão duros em termos de encontrar alternativas para tudo o que fica em stand by, incluindo milhares de viagens e hotéis já reservados, contratos já assinados com várias empresas que iriam ficar com os Estádios e restantes edifícios construídos propositadamente para os Jogos Olímpicos, contratos televisivos, contratos de patrocínio, acordos governamentais, entre outros.