Qual é a pressão adequada para as rodas?

E existe algum tipo de tabela...?
Revista BIKE -
Qual é a pressão adequada para as rodas?
Qual é a pressão adequada para as rodas?

PODE-TE INTERESSAR

› Sabes o que querem dizer as sigas 40A, 60A ou 70A nos pneus?


O tema das pressões das rodas da bicicleta não é algo que se possa generalizar. Não é como nos automóveis, onde o fabricante indica 2,5 kg e nós seguimos à risca. Nestes casos, o somatório do peso do condutor, do acompanhante e de um par de malas apenas supõe 10% do peso do automóvel, pelo que as variações nos pesos dos ocupantes não são suficientemente importantes face ao peso total que possa requerir um reajuste na pressão dos pneus. Pelo contrário, nas BTT, o peso do biker afeta de maneira drástica o peso total do conjunto já que nós mesmos implicamos quase 90% do peso que os pneus suportam. Por este motivo não podemos generalizar e dizer: "para estes pneus vou colocar 3 kg de pressão" porque provavelmente será excessiva para um rider de 65 kg e escassa para um de 95kg. 

Claro que existem outros factores que influenciam de maneira determinante, como o balão (largura do pneu), a solidez da carcaça, a largura do aro... Um pneu de 1,90" necessitará de mais pressão para manter a consistência e evitar um snake bite do que um de 2,25", simplesmente porque o seu menor balão propicia que os aros estejam mais perto do solo. Também há que ter em conta que um pneu 1,90" ou 1,95" provavelmente é mais específico para Cross Country, pelo que terá a carcaça fina para conter o peso: outra razão pela qual requer mais pressão. Os pneus Tubeless normalmente contam com uma carcaça mais reforçada pelo que nos permitem baixar ligeiramente a pressão. 

Em qualquer caso, o melhor é ir variando as pressões e testar tentando respeitar as margens especificadas por cada fabricante, embora em muitos casos estes "pecam" por recomendar pressões excessivamente altas. Os sintomas de pressão inadequada são os seguintes:  

Pressão escassa: Atrito excessivo, mas boa tração. Imprecisão e sensação de insegurança em curvas, facilidade para furar por snake bite. 

Pressão excessiva: Escassa filtragem das irregularidades do piso (a roda ressalta), mas rapidez a rolar. As rodas não agarram nas curvas, e existe alguma perda de tração. 

*Como exemplo, eu peso cerca de 67 kg con equipamento incluído (sapatos, capacete e vestuário de ciclismo) e ando com pneus Tubeless; utilizo 1,7-1,8 kg de pressão à frente e 1,9-2 kg atrás.