Devo optar por um desviador de caixa curta, média ou longa?

Esta é daquelas perguntas que mais chega à nossa redação. E a explicação é bastante simples...
Ivan Mateos -
Devo optar por um desviador de caixa curta, média ou longa?
Devo optar por um desviador de caixa curta, média ou longa?

Habitualmente os desviadores traseiros de BTT estão disponíveis em duas versões: caixa longa e caixa média. Os de caixa curta são os de estrada. O tamanho da caixa determina a quantidade de corrente que é capaz de atuar mantendo sempre a tensão adequada, um valor que é denominado na indústria por Capacidade Total.

Se, por exemplo, tens um desviador traseiro Shimano e duas cremalheiras à frente, para determinar que tipo de desviador é o mais conveniente, tens de fazer um cálculo bastante simples e confrontar esse valor com o dado oferecido pela Shimano para o tipo de desviador que pretendes instalar:

[Nº de dentes de diferença entre a cremalheira grande e a pequena] + [Nº de dentes de diferença entre o carreto maior e o mais pequeno]

Por exemplo, numa transmissão Shimano com cremalheiras 26-36 e com uma cassete 11-36 dentes, o cálculo sería:

10 (36-26) + 25 (36-11) = 35 dentes.

Ou seja, necessitaría de um desviador Shimano de caixa média (GS), com uma capacidade total de 35 dentes.

No caso de estarmos a falar de uma configuração com uma cassete com o carreto maior de 42 dentes e com as mesmas cremalheiras anteriores, a fórmula seria:

31 (42-11) + 10 (36-26) = 41 dentes.

Neste caso, necessitarías de um desviador de caixa longa Shimano SGS, com capacidade até 45 dentes.