Volta Algarve: Jakobsen é o primeiro líder após ganhar ao sprint em Lagos

O holandês da Deceuninck superou ao sprint Viviani, Trentin, Kristoff e Aberasturi. Algumas equipas lusas deram o ar da sua graça numa fuga que foi alcançada pelo pelotão a cerca de 30 km para o fim.
Carlos Pinto / Foto: Bettini -
Volta Algarve: Jakobsen é o primeiro líder após ganhar ao sprint em Lagos
Volta Algarve: Jakobsen é o primeiro líder após ganhar ao sprint em Lagos

Fabio Jakobsen (Deceunick-Quick Step) foi o mais forte na 1ª etapa da Volta ao Algarve, numa jornada decidida ao sprint, convertendo-se no primeiro líder da "Algarvia" que este ano tem um pelotão de luxo. O holandês - que repetiu o feito do ano passado também em Lagos - bateu Elia Viviani (apontado como o principal favorito e o primeiro a lançar o sprint), bem como Matteo Trentin que ficou fechado por ambos.

É a segunda vitória da temporada para Jakobsen (ganhou a etapa final da Volta à Comunidade Valenciana) e a nona da Deceuninck-Quick Step. Apenas a UAE Team Emirates, com 10 vitórias, a supera esta temporada.

Dois ciclistas de equipas nacionais - Alvaro Trueba da Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel e Pedro Paulinho da Efapel - bem como Diego López (Fundación-Orbea) estiveram em fuga a partir do quilómetro 5, mas foram sempre controlados pelo pelotão e a cerca de 30 km da meta foram absorvidos.

Deste modo, Fabio Jakobsen é o dono da Camisola Amarela Visit Algarve, comandando a geral individual, com o mesmo tempo do restante pelotão. O holandês é também o proprietário da Camisola Vermelha Cofidis, que simboliza a classificação geral por pontos. O melhor jovem, portador da Camisola Branca IPDJ, é o colombiano Juan Fernando Calle (Caja Rural-Seguros RGA).

As primeiras decisões na luta pela classificação geral são esperadas para esta quinta-feira, dia da segunda etapa, 183,9 quilómetros, entre Sagres e o alto da Fóia. Os 7,5 quilómetros da subida final, de primeira categoria, são antecedidos pelos prémios de montanha de Marmelete (de 3.ª categoria), Alferce (também de 3.ª categoria) e Pomba (de 2.ª categoria). O encadeamento da Pomba com a Fóia poderá ser um convite a ataques de longe, visando distanciar os contrarrelogistas.

Além dos prémios de montanha, a segunda etapa será animada pelas metas volantes de Aljezur e Monchique.