"Shark Attack Jack" junta-se à equipa de Enduro da Canyon

Não há muita gente que possa dizer que sobreviveu a um ataque de tubarão e que, além disso, seja um dos melhores pilotos de downhill do mundo. Bem, essa é exatamente a razão pela qual o australiano ‘Shark Attack Jack’ Moir obteve a sua alcunha. E este ano assinou contrato com a Canyon juntando-se à sua equipa de Enduro.
BIKE -
"Shark Attack Jack" junta-se à equipa de Enduro da Canyon
"Shark Attack Jack" junta-se à equipa de Enduro da Canyon

“Estou muito emocionado por me juntar à Canyon”, explicou Moir, de 25 anos. “Tanto a equipa de enduro como a de downhill são realmente boas, e isso dá-me grande confiança nas bicicletas e equipamento que vou usar, bem como no staff que vou ter ao meu lado”. Uma destas pessoas é Fabien Barel, mentor das equipas Canyon de enduro e downhill. “Estou supercontente por ver que o Jack irá unir-se ao nosso grupo de enduro”, salientou Fabien. “Os pilotos profissionais de DH sempre participaram com grande sucesso no enduro, ainda que tenha de haver uma adaptação física à nova modalidade. Não tenho dúvidas de que, com o seu interesse e desempenho, vai descobrir os mais ínfimos detalhes das táticas do enduro”, comentou o duplo campeão do mundo de downhill.

O vencedor do Crankworx World Tour 2016, Jack Moir, irá competir no Enduro World Series (EWS) com outras duas estrelas da Canyon ao seu lado: Dimitri Tordo e Ines Thoma. Para 2020, o seu objetivo é muito claro: ser o vencedor total do EWS. Além disso, se o seu calendário de corridas o permitir, Jack também competirá em alguns eventos da Taça do Mundo de Downhill. As bicicletas escolhidas para as corridas deste ano são, para enduro, a Strive de 29 polegadas e, para downhill, a Sender; as duas CFR, as topo de gama.